SESC - Serviço Social do Comércio

#EmCasaComSesc

11 passos para cuidar da alimentação na quarentena

27.04.2020

Neste momento, além de permanecer em casa, precisamos nos cuidar e fortalecer a nossa imunidade. Mas como garantir uma alimentação saudável durante a quarentena? A nutricionista do Sesc Vila Mariana, Adriana Cruz, reuniu algumas dicas. Veja a seguir.

Olhe para sua rotina alimentar
Avalie sua rotina alimentar e, se for o caso, organize-a. Se você mora com familiares, pode aproveitar para distribuir as responsabilidades com a alimentação entre os moradores da casa. Seguir um planejamento também ajuda a diminuir a ansiedade com a situação atual e é uma ótima técnica para estruturar o dia a dia com os familiares e estimular hábitos alimentares saudáveis.

Planeje suas compras
É preciso respeitar o isolamento e não sair de casa a todo momento para ir ao mercado. Para evitar essa prática, assim como a aquisição de alimentos em excesso, é recomendável elaborar uma lista de compras, considerando o consumo da família e os produtos disponíveis na geladeira e despensa. Pense no coletivo e não estoque grandes quantidades de alimentos.

Evite o desperdício
Abuse da criatividade ao preparar as refeições, com ingredientes que você já tem disponível em casa. É possível encontrar várias receitas para aproveitar todas as partes dos alimentos nas redes sociais do programa Mesa Brasil, iniciativa do Sesc para combater a fome e o desperdício. Aproveite o momento para aprender novos preparos!

Cuidado redobrado com a higiene dos alimentos
Todo alimento que entrar em casa deve ser higienizado. As embalagens não permeáveis, como as que são feitas de plástico, latas e garrafas de vidro, devem ser lavadas com água e sabão. Outra opção é borrifar álcool 70%, que também pode ser substituído por uma solução clorada, preparada na proporção indicada na embalagem de água sanitária. Alimentos com embalagens permeáveis, como pacotes de papel, podem ser colocados em um recipiente durável, para descarte da embalagem original. Retire frutas, verduras e legumes das embalagens e armazene em fruteiras. Na hora de consumir (ou guardar na geladeira, se for o caso), higienize os alimentos lavando em água corrente e deixando de molho por 15 minutos no hipoclorito de sódio, um potente desinfetante para higienizar alimentos disponível nos supermercados.

Cozinhar é preciso
Use suas habilidades culinárias, coloque a mão na massa, aprenda e compartilhe receitas. Se você é daqueles que não sabe nem fritar um ovo, pode ser um bom momento para aprender. Para quem ainda não tem esse hábito, cozinhar pode se tornar uma atividade prazerosa e faz mais bem para saúde do que qualquer dieta milagrosa. Além disso, é uma oportunidade de sentir sabores que remetem a lembranças do passado e de manter vivas as tradições e as memórias da família.

Pratique o comer consciente
Coma com atenção, mastigue bem os alimentos e aproveite ao máximo o momento da refeição. Alimentar-se de maneira consciente ajuda a se relacionar melhor com a comida, alcançar maior saciedade e evitar excessos.

Respeite suas vontades, mas atente-se aos exageros
Os sentimentos que surgem durante esse período, tais como a ansiedade, o medo e a incerteza fazem com que muitas vezes a comida seja utilizada como válvula de escape. Conectar-se com o próprio corpo e o ato de comer, identificando as sensações de fome e de saciedade, é a melhor alternativa para passar pela quarentena em paz com a sua alimentação.

Duvide dos superalimentos
Superalimentos são aqueles ingredientes apresentados como soluções quase milagrosas para ajudar a prevenir problemas de saúde. A realidade é que nenhum alimento isolado tem o poder de nos deixar mais saudáveis. A alimentação baseada em uma grande variedade de alimentos frescos colabora com o fortalecimento do sistema imunológico, mas isso não garante o combate à COVID-19. A melhor maneira de se prevenir é manter as medidas de higiene, como lavar as mãos com frequência, permanecer em isolamento social e evitar aglomerações.

Prefira alimentos in natura e minimamente processados
Neste momento ou em qualquer ocasião, a alimentação saudável requer a harmonização da quantidade e da qualidade dos alimentos que ingerimos, buscando sempre a variedade com equilíbrio e moderação. Dê preferência a preparações culinárias à base de frutas, verduras, legumes e hortaliças frescas, grãos, cereais, carnes, peixes, ovos, conservas, entre outros.

Evite o consumo de alimentos ultraprocessados
Os alimentos ultraprocessados são ricos em gorduras, açúcar e sal. Salgadinhos, refrigerantes e biscoitos são alguns exemplos. O consumo excessivo é prejudicial à saúde.

Compartilhe o momento da refeição
Se você mora com sua família e costuma não ter tempo para comer em companhia das pessoas que ama, essa pode ser uma oportunidade para cultivar esse hábito. A mesa é um ótimo lugar para trocar experiências e cultivar relações. Uma boa conversa pode ser o tempero que falta para deixar a sua comida ainda mais gostosa.

**

A ASBRAN (Associação Brasileira de Nutrição) lançou um guia com essas e outras informaçaões úteis para manter uma alimentação saudável em tempos de COVID-19. Ele pode ser acessado aqui.

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.