SESC - Serviço Social do Comércio

Centro de Música Sesc: conheça a programação de cursos online

02.07.2021

Como é bom poder tocar um instrumento – já dizia Caetano Veloso! Melhor ainda se for em grupo, aprendendo a conviver com o outro, e descobrindo, para além da técnica, todas as possibilidades da expressão musical. Por acreditar nesses princípios e na importância da música como parte da formação humana, é que o Centro de Música do Sesc São Paulo foi criado há mais de 40 anos e agora se expandiu para o ambiente digital. 

As atividades presenciais do Centro de Música (nas unidades Consolação, Guarulhos e Vila Mariana) permanecem suspensas, mas a programação online busca transpor para o ambiente virtual pilares do programa, como a prática coletiva e a diversidade – de técnicas, de públicos e de abordagens no ensino, tendo como eixos condutores as trocas de saberes (ainda que mediadas pela tecnologia), a ludicidade e a busca pela autonomia. 

Desenvolvidas por educadores do Sesc e por profissionais convidados, as primeiras atividades acontecem por meio de aulas em grupo na plataforma Zoom, vídeos abertos no Youtube e conteúdos em textos, vídeos e playlists que serão compartilhados nas redes sociais do Centro de Música Sesc.  

Siga e se inscreva nos canais do Centro de Música: 

youtube.com/cmsesc 
instagram.com/cmsesc 
facebook.com/cmsesc 
twitter.com/cmsesc 

PROGRAMAÇÃO 2021 

JULHO 

Workshops 

Impro!  

A série Impro! integra workshops e masterclasses dedicados ao desenvolvimento das diferentes linguagens da improvisação musical. A cada dia é apresentado um instrumento novo e diferentes abordagens para se chegar ao exercício do fazer musical com liberdade e criatividade. 
 
Michele Cordeiro | improviso na guitarra de rock 
Com Michele Cordeiro. Mediação: Pedro Beviláqua 

Para iniciar as atividades, a guitarrista Michele Cordeiro realiza um workshop ao vivo sobre improviso na guitarra de rock.  com interatividade com o público; a mediação é de Pedro Beviláqua, educador do Centro de Música do Sesc Consolação. 
 
A proposta é que o workshop se desenvolva por meio de uma linha do tempo, demonstrando-se os fundamentos da guitarra no rock, tanto em sua estrutura propriamente técnica/musical, quanto, brevemente, do contexto social e da época em que se desenvolveu. A partir disso, serão apresentadas as possibilidades de fraseado e diferentes sonoridades, mesmo dentro de um gênero. Michele também tratará de timbres e o quanto isso influencia na improvisação e caracteriza uma linguagem.  
 
Michele Cordeiro – Formada em música com bacharelado em guitarra, iniciou sua carreira há doze anos e ao longo desse tempo integrou shows de diversos artistas, como Emicida, Paulo Miklos, gravações com Pitty, Gaby Amarantos, Jaloo, entre outros. Com esses projetos já se apresentou em importantes palcos ao redor do Brasil, como Rock In Rio e João Rock (2019), além de se apresentar em palcos internacionais, durante turnê pela Europa. Paralelamente, a artista está em processo de produção de seu primeiro disco autoral, onde imprime sua personalidade e pesquisa musical do rock e incorpora elementos regionais do Brasil. 
 

Pedro  Beviláqua  – Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação.  

Grátis. YouTube do Centro de Música, dia 13/7, terça, às 17h. 

Improviso no saxofone 
Com Thiago França. Mediação: Pedro Beviláqua  
 
No segundo encontro do ciclo dedicado à improvisação, o compositor e saxofonista Thiago França realiza masterclass sobre improviso no saxofone. Nesta aula, ele aborda diferentes formas de improviso, desde as sonoridades mais clássicas ao free, quais características definem cada uma dessas possibilidades dos tradicionais arpejos e escalas aos experimentos estéticos e busca por novas possibilidades de sonoridades no instrumento. 
 
Thiago França – Multi-instrumentista, tendo o saxofone como seu principal instrumento, compositor e arranjador. Entre seus trabalhos estão o projeto solo Sambanzo, que mistura composições do músico com temas recolhidos da umbanda e candomblé, com fortes influências do Free Jazz, Afrobeat e música latina e que possui 3 discos lançados. Com o grupo Metá-Metá, ao lado de Kiko Dinucci e Juçara Marçal, lançou 3 discos e 3 EP’s, e com o projeto “A Espetacular Charanga do França” se tornou um dos principais nomes do carnaval paulistano, dando ênfase nos instrumentos de sopro, saindo em cortejo da Santa Cecília sem carro de som junto aos foliões.  

Grátis.  
Dia 14 de julho, quarta, às 19h, via Zoom. Inscrições a partir de 6/7, às 14h.  

YouTube do Centro de Música, dia 20 de julho, terça, às 19h. 

 
Improvisação na música corporal e Circlesongs 
Com Zuza Gonçalves. Mediação: Pedro Beviláqua  
 
No terceiro dia deste ciclo dedicado à improvisação, Zuza Gonçalves, educador de canto e música corporal do Centro de Música do Sesc Vila Mariana, realiza masterclass dedicado aos circlesongs e à música corporal. 
 
Circlesongs ou Cantos Circulares são composições vocais coletivas criadas de forma improvisada por um condutor e executadas por um grupo de cantores. O termo foi cunhado pelo artista Bobby McFerrin e é também o nome do álbum dele de 1997, constituído exclusivamente de composições com esse caráter circular e improvisativo. É uma prática inovadora que traz contribuições importantes para o nosso fazer musical contemporâneo e ao mesmo tempo remete a estruturas ancestrais e arquetípicas.  

A música corporal no Brasil conta com um incrível repertório de jogos desenvolvidos por Stênio Mendes e Fernando Barba, que proporcionam um laboratório para a exploração da voz e sons do corpo, convidando a um estado de jogo, prontidão, relação e escuta, componentes fundamentais para a improvisação. 
 
Neste encontro, serão explorados esses jogos, adaptados ao contexto virtual, vivendo um fluxo de improvisação com voz e corpo e depois buscando entender os caminhos utilizados e como eles podem alimentar a prática musical dos participantes. 
 
Zuza Gonçalves – Músico formado em Composição e Regência na Unesp, com pós-graduação em Pedagogia da Cooperação e Metodologias Colaborativas. Desde 2001 tem pesquisado os caminhos da música vocal como cantor, regente e educador. Desde 2016 trabalha com Bobby McFerrin como parte do corpo docente do Workshop de Circlesongs que acontece anualmente em Nova York. É cofundador do projeto “Música do Círculo” e desde 2014 atua no Centro de Música do Sesc Vila Mariana. 

Grátis
Improvisação na música corporal

Dia 15 de julho, quinta, às 15h, via Zoom. Inscrições a partir de 6/7, às 14h  
Circlesongs

Dia 15 de julho, quinta, às 19h, via Zoom. Inscrições a partir de 6/7, às 14h  

YouTube do Centro de Música, dia 23 de julho, sexta, às 19h 
 

Improviso no violoncelo 
Com Jaques Morelenbaum. Mediação: Pedro Beviláqua  

Encerrando o ciclo semanal dedicado à improvisação, Jaques Morelenbaum realiza live/workshop sobre improviso no violoncelo com interatividade com o público; a mediação é de Pedro Beviláqua, educador do Centro de Música do Sesc Consolação. 

Jaques Morelenbaum– o violoncelista iniciou a carreira musical como integrante do grupo A Barca do Sol, participou também da Nova Banda em dez anos de parceria com Antônio Carlos Jobim, atuando em espetáculos e gravações que os levaram a vencedores do Grammy com o CD Antônio Brasileiro. Em 1995 integrou o Quarteto Jobim Morelenbaum (juntamente com Paula Morelenbaum, Paulo Jobim e Daniel Jobim) com o qual excursionou várias vezes à Europa. 

Como arranjador, atuou ao lado de Tom Jobim (Passarim, O tempo e o vento, Tom Jobim: inédito, Tom canta Vinícius e Antônio Brasileiro), Caetano Veloso (Circuladô, Circuladô vivo, Fina estampa, Fina estampa, ao vivo, O quatrilho, Tieta do agreste, Orfeu do Carnaval, Livro, Prenda minha, A Foreign Sound e Omaggio a Federico e Giulietta), Gal Costa (Mina d’água do meu canto), Paula Morelenbaum, Ivan Lins, Barão Vermelho e Skank, além do álbum Piazzollando (homenageando a obra de Astor Piazzolla), no qual atuou também como instrumentista, regente e produtor musical.  

Grátis.YouTube do Centro de Música, dia 16 de julho, sexta, às 19h. 

____________________

Cursos 

Aprenda a ensinar com Scratch: curso para educadores 
Com Renato Veras  

Neste curso o músico Renato Veras apresenta o programa Scratch, visualizando cenários, personagens e os diversos itens de comandos de programação, sem entrar nos elementos mais sofisticados, como banco de dados ou outro. Cada aluno deve desenvolver um projeto próprio com apoio do grupo durante este curso, pautado pela linguagem musical.  

A atividade é voltada a professores, especialmente do ensino básico, e interessados no ensino de programação lógica e visual usando o aplicativo Scratch (Google/MIT). O objetivo é desenvolver intimidade com o uso de ferramentas da tecnologia com vistas às ciências e à arte, de forma organizada em torno de uma linguagem livre.  
 
Pré-requisitos: Os alunos obrigatoriamente precisam ter um computador, com navegador Chrome e pelo menos mais duas horas de dedicação durante a semana para desenvolvimento do projeto que servirá de base para sua vivência de programação.  
 
Renato Veras Baptista– Pós-graduado em Semiótica, sob orientação do professor Norval Baitello Júnior, na PUC/SP. Foi pioneiro no ensino e estudo de MIDI e programação de sintetizadores, tendo sido aluno de Lucas Shirahata, Jorge Poulsen e Conrado Silva. É professor de instrumentos de madeira no Sesc Vila Mariana desde 1998, participando também dos cursos infantis. Tem formação em flauta transversal com Toninho Carrasqueira, clarinete e saxofone com Hector Costita, manutenção de instrumentos com José Augusto e arranjo com Nelson Ayres. 

Dias 15, 22 e 29/07, 5 e 12/08, quintas-feiras, às 19h 
Zoom. Não recomendado para menores de 18 anos 
R$80,00 (Credencial Atividades ou não credenciado) / R$40,00 (Meia) / R$24,00 (Credencial Plena) 
Inscrições a partir do dia 6/7, às 14h. 

 

____________________

O papel do arranjo na música brasileira – história, escuta e debate 
com Paulo Serau e Allan Abbadia 

O curso tem como objetivo mostrar a importância dos arranjadores na construção de uma estética musical brasileira através da audição de sons conhecidos da discografia nacional, mapeamento das suas fichas técnicas e registros de gravação, e da discussão online com os participantes dos encontros. Serão apresentadas breves análises musicais, históricas e sociais, as semelhanças e diferenças entre os trabalhos apresentados de cada arranjador e as abordagens estilísticas de cada época.  
 
Não é necessário conhecimento musical prévio. 
 
Allan Abbadiaé músico, compositor e arranjador. Bacharel em Música pela Faculdade Souza Lima Berklee, com especialização em Composição e Arranjo e mestrando em Música pela UNICAMP. Tem atuado com artistas como: Elza Soares, Baby Do Brasil, Mano Brown, Racionais MC’s, Emicida, Pepeu Gomes, Toni Tornado, Nelson Sargento, Rômulo Fróes, Luiz Melodia, Dona Ivone Lara, entre outros. Realizou turnês internacionais, se apresentando nos Estados Unidos, na Argentina, Alemanha, Holanda, França, Rússia, Inglaterra e no Marrocos. Compôs a trilha sonora dos filmes “Um dia de Jerusa”(2014) e “Um dia com Jerusa”(2019), da diretora Viviane Ferreira. Lançou em 2019 seu primeiro disco chamado “Malungos”, disco autoral que funde suas referências musicais e ancestrais a contemporaneidade. 
 
Paulo Serau é músico, compositor, arranjador e diretor artístico da Serau Produções Musicais. Professor do curso Técnico em Processos Fonográficos com Ênfase em Produção Musical da Faculdade e Conservatório Souza Lima. Tem trabalhos ao lado de Alaíde Costa, Ângela Maria, As Galvão, Ayrton Montarroyos, Cauby Peixoto, Elba Ramalho, Inezita Barroso, João Donato, Leci Brandão, Marcelo Jeneci e Maria Alcina. Produziu e dirigiu na Secretaria Municipal de Cultura os projetos “Samba na Formosa” (Centro Cultural Vila Formosa/2018) e o “Choro no Mercadão” (Mercado Municipal Paulistano/2016). Recebeu o prêmio Funarte Centenário de Luiz Gonzaga 2012 para lançar o songbook e play along “O Choro de Luiz Gonzaga” (Choro Music/2012), e anteriormente lançou o songbook e play along “Choro para Big Band” (Choro Music/2011). 

De 20 de julho a 12 de agosto, terças e quintas, às 19h30 
Zoom. Livre. 
R$60,00 (Credencial Atividades ou não credenciado) / R$30,00 (Meia) / R$18,00 (Credencial Plena) 
Inscrições a partir do dia 6/7, às 14h.

____________________

Oficinas Batuca Bebê – A educação do gesto musical 
Com Patrícia Amorim. Mediação: Sheila Ferreira 

A proposta da oficina é uma investigação das manifestações musicais vivenciadas pelos bebês a partir dos seus próprios corpos. A patir de de exercícios de musicalização, Patrícia Amorim apresenta diferentes possibilidades de interação entre adultos e crianças na primeira infância, em um processo de mútuo aprendizado e muitas descobertas. No primeiro encontro, Patrícia falará aos adultos sobre sua metodologia, e no segundo encontro, serão iniciados os exercícios práticos de sua pesquisa com a musicalização infantil.  
 
Patrícia Amorim é pedagoga e mestra em Educação pela Universidade de Brasília. Fundadora do Projeto Batucadeiros juntamente com Ricardo Amorim, atua com música corporal no Instituto Batucar, no Recanto das Emas (DF). Como criadora da abordagem educativa musical “Batuca Bebê”, pesquisa o desenvolvimento da musicalidade dos bebês, tendo como foco a educação do gesto musical, a partir da música corporal. Ministrou workshops de música corporal no Brasil e Argentina (América do Sul), Cabo Verde e Guiné-Bissau (África) e, na Suécia (Europa).  

 
Dias 24 de julho e 7 de agosto, sábados às 16hZoom 
Recomendado para maiores de 16 anos 
R$30,00 (Credencial Atividades ou não credenciado) / R$15,00 (Meia) / R$9,00 (Credencial Plena) 
Inscrições a partir do dia 6/7, às 14h.
 

____________________

Musicalização para crianças: brincando em casa com a música  
Com Mariane Oliveira 
 
A atividade busca oferecer ao público da primeira infância uma experiência musical realizada em casa junto às famílias. A partir do processo de musicalização, tornar o ambiente familiar em um ambiente musical, oferecendo ferramentas para as famílias como músicas para brincar, dançar, explorar objetos ou ninar, explorando objetos familiares à criança.  
 
Mariane Oliveira– Graduada em música, mestre em educação, especialista no método Suzuki de ensino de música e educadora de atividades infanto juvenil do Sesc Guarulhos  

De 24 de julho a 14 de agosto, sábados, às 10h 
Zoom.  Para famílias com crianças entre 1 e 4 anos. Grátis. 

Inscrições a partir do dia 6/7, às 14h.

____________________

Mil Pássaros
Com a Companhia de Música Teatral (Portugal). Mediação: Sheila Ferreira

Atividade formativa direcionada a educadores, artistas, músicos e pais; este curso imersivo em educação artística para a infância é regido pelo trabalho da Companhia de Música Teatral (POR), dedicada à pesquisa e criação de espetáculos artísticos para crianças partindo da música como eixo inspirador e de conexão com outras linguagens. O curso propõe, ao longo de cinco encontros via Zoom, vivências referenciadas nos espetáculos da companhia e a troca de experiências entre os participantes, em atividades práticas que combinam música e artes cênicas, servindo de alicerce para a construção de estratégias de ensino.

A Companhia de Música Teatral (CMT) mantém atividade regular ao longo de mais de 20 anos. Seu trabalho privilegia a criação de relações entre arte e educação, a articulação entre a investigação acadêmica, a produção artística, a formação, a criação tecnológica, o envolvimento da comunidade e a divulgação da importância da experiência musical e da arte em geral no desenvolvimento social e humano. A CMT tem apresentado os seus trabalhos em Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Brasil, Estados Unidos da América, África do Sul, Macau e China. O projeto “Mil Pássaros” é originado no z.Lab Mil Pássaros, Laboratório de Formação Online em Arte Para a Infância. Para mais informações: www.musicateatral.com

De 27 a 30 julho, terça a sexta, e 6 de agosto, sexta, das 14h às 17h
Zoom. Livre.
R$60,00 (Credencial Atividades ou não credenciado) / R$30,00 (Meia) / R$18,00 (Credencial Plena)

Inscrições a partir do dia 6/7, às 14h.

____________________

Lives 

Uma história do rock no Brasil 
Com Gastão Moreira e Mayki Fabiani 

Este bate-papo discute a trajetória do rock em terras brasileiras. Os marcos temporais, artistas, bandas e discos fundamentais para a compreensão dos rumos deste gênero em nosso país.  
 
Gastão Moreira é apresentador de televisão, ex-VJ da MTV Brasil e atualmente jornalista musical. Possui canal no YouTube chamado República do Kazagastão. É lembrado como um dos mais importantes VJs que a MTV teve. Da mesma forma que o “reverendo” Fábio Massari, o apresentador conquistou a admiração e a confiança do público. Após mais de 15 anos de sua saída da emissora, esse reconhecimento permanece. 
 
Mayki Fabiani é técnico em violão popular pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, bacharel em composição pela Faculdade de Artes Alcântara Machado, pós-graduado em docência pela FMU e mestre em educação, arte e história da cultura pela Universidade Mackenzie. É arte-educador, compositor e regente. Atualmente desenvolve atividade como produtor e guitarrista de diversas bandas e em 2018 lançou “Tempestade Brasileira”. É educador na área de cordas dedilhadas no Sesc Vila Mariana desde 2014 

Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música. 13/7, terça, às 20h. 

____________________

Caminhos da Composição 

Série de bate-papos discute os caminhos da composição por compositoras e compositores brasileiros que representam vertentes diversas dessa arte. Formação, ensino, técnicas, processos criativos e diferentes realidades e mercados em análise. 
 
– Adriana Calcanhotto: uma compositora brasileira pelo mundo 
Com Adriana Calcanhotto e Rose Silveira 
 
Adriana Calcanhotto completou, em 2020, 30 anos de carreira discográfica como cantora e compositora. É uma das artistas brasileiras que se destacam igualmente como compositoras e intérpretes, tendo lançado dezenas de discos, além de ter uma obra registrada por outros intérpretes, como Maria Bethânia, Gal Costa, Marisa Monte e Ney Matogrosso. Em 2015, Adriana tornou-se embaixadora da Universidade de Coimbra no Brasil, ministrando aulas, como professora convidada, na Faculdade de Letras.   
 
Rose Silveira é jornalista, historiadora e técnica de programação do Sesc Vila Mariana. 
 
Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música. 23/7, sexta, às 20h. 

 
– Caminhos da composição no mercado brasileiro  
Com Luiz Parda, Pedro Dias e Mauricio Narutis 
   
Luiz Pardaliniciou seus estudos musicais no Instituto de Iniciação Musical e Piano em Belém e mais tarde ingressou na Escola de Música da Universidade Federal do Pará, integrando posteriormente como violinista, a Orquestra Jovem e Orquestra Profissional, e o Corpo Docente desta Universidade. Atualmente é professor da Universidade Federal do Pará.   
    
Pedro Augusto Silva Dias é compositor, arranjador e instrumentista. Mestre e doutor em Composição pela Universidade Federal da Bahia. Professor Adjunto da mesma instituição, onde leciona Harmonia, Percepção, Contraponto e Composição para Audiovisual, e onde dirige a Big Band.  
 
Maurício Narutis
 começou suas atividades musicais em grupos de práticas coletivas. Em 1986, ingressou no Conservatório Musical do Brooklin Paulista. Formou-se em trompete pela Universidade de São Paulo. Desde 1988 atua como professor de trompete, pesquisando sobre técnicas, tendências e metodologias. Desde 2000 atua no Centro de Música do Sesc Vila Mariana.  
 
Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música. 30/7, sábado, às 20h. 

____________________

Como se toca o que te toca 
Com Badi Assad, Ivan Vilela e Chico César. Mediação Ari Colares. 
 
Novas edições da série de bate-papos nos quais o músico e educador Ari Colares conversa com grandes instrumentistas brasileiros sobre os ritmos musicais brasileiros que mais influenciam e definem seu trabalho, seus principais aspectos e referências, entre outras curiosidades e histórias de suas carreiras. Neste ciclo, os entrevistados serão Chico César, Badi Assad e Ivan Vilela. 

Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música. 
31/7, sábado, às 19h, com Ivan Vilela  

7/8, sábado, às 19h, com Badi Assad
14/8, sábado, às 19h, com Chico César 

____________________

Para que serve a música 
Com Rael e Salloma Salomão 

Todas as sociedades do mundo têm como forma de expressão algum tipo de música. Seja como ferramenta de comunicação, forma de entretenimento, expressão de religiosidade ou instrumento de cura, o fato é que a música acompanha a humanidade, segundo pesquisas na área, desde antes do surgimento do homo sapiens. 
 
Apesar dessa onipresença, pouco se sabe sobre como e por que surgiu essa forma de expressão humana, e uma pergunta, que provavelmente não tem uma resposta única e definitiva, segue em aberto. Neste bate-papo, o rapper Rael e o pesquisador Salloma Salomão conversam sobre: afinal, para que serve a música? 
 
Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música. 28/7, quarta, às 21h. 

____________________

Música para Ler – Ciclo de debates com autores da bibliografia musical brasileira 
ComRuy Castro, Carlos Calado, Luiz Tatit, Carlos Rennó, Lira Neto, Patrícia Palumbo e Roberta Martinelli
 
Este ciclo de debates busca colocar em foco a música brasileira em conversas com autores que se arriscaram a escrever sobre a história de formação de alguns dos gêneros musicais criados ou assimilados pelos compositores, produtores e músicos brasileiros, bem como suas estórias dentro de um contexto histórico das épocas em que foram criados e difundidos, dando ênfase à escrita de textos da rica bibliografia musical brasileira.   

Ruy Castro é jornalista, escritor, tradutor e biógrafo. Já participou das redações de Pasquim, Jornal do Brasil, Folha de São Paulo, Veja São Paulo, IstoÉ, Playboy, Status e Manchete, principalmente nas colunas de cultura. Escreveu obras como ¿Chega de Saudade – A História e as Histórias da Bossa Nova’, de 1990, no qual narra as aventuras e desventuras das figuras que marcaram este movimento musical e ¿Carmen: uma biografia’, que enfoca a vida e a carreira da grande cantora e atriz luso-brasileira, livro vencedor do prêmio Jabuti, em 2006. 

Carlos Calado é jornalista, editor e crítico musical, escreve sobre festivais, shows e discos. Desde meados dos anos 1980 acompanha profissionalmente a produção fonográfica brasileira e eventos musicais em diversos países. Autor dos livros “Tropicália: a História de Uma Revolução Musical”, “A Divina Comédia dos Mutantes”, “O Jazz como Espetáculo” e “Jazz ao Vivo”, entre outros. Colabora eventualmente para os jornais Folha de S. Paulo e Valor.  

Luiz Tatit é músico e professor Titular do Departamento de Linguística da F.F.L.C.H. da U.S.P. e autor dos livros Semiótica da Canção: Melodia e Letra (Escuta, 1994), O Cancionista: Composição de Canções no Brasil (Edusp, 1996), Musicando a Semiótica: Ensaios (AnnaBlume 1997), Análise Semiótica Através das Letras (Ateliê, 2001), O Século da Canção (Ateliê, 2004), Elos de Melodia e Letra (Ateliê, 2008), este em colaboração com Ivã Carlos Lopes, Semiótica à Luz de Guimarães Rosa (Ateliê, 2010), Todos Entoam: Ensaios, Conversas e Lembranças (Ateliê, 2014), Estimar Canções: Estimativas Íntimas na Formação do Sentido (Ateliê, 2016) e Passos da Semiótica Tensiva (Ateliê, 2019) 

Carlos Rennó é letrista de música. Seus primeiros parceiros mais importantes foram Tetê Espíndola e Arrigo Barnabé, na fase da vanguarda paulistana, no início dos anos 80. Na voz de Tetê, a sua “Escrito Nas Estrelas”, composta com Arnaldo Black, venceu o Festival dos Festivais, da Rede Globo, em 1985. Desde o fim da década de 90, seu parceiro mais regular tem sido Lenine, com quem criou “Todas Elas Juntas Num Só Ser”, prêmio da Música Brasileira de “Canção do Ano” em 2005. CR também tem músicas com Pedro Luís, Lokua Kanza, Chico César, Paulinho Moska, Zé Miguel Wisnik, João Bosco, Gilberto Gil, Rita Lee, Tom Zé e Moraes Moreira, entre diversos outros compositores. CR também é organizador do livro “Gilberto Gil – Todas as Letras” (1996; 2003) e autor de “Cole Porter – Canções, Versões” (1991) entre outros. 

Lira Netoé escritor e jornalista, recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura em quatro ocasiões (2007, 2010, 2013 e 2014) e uma vez o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA (2014). Graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC), é mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Doutorando em História pela Universidade Nova de Lisboa. (Foto de Daryan Dornelles). É autor dos três volumes de `Getúlio`, e `Uma História do Samba: As Origens`. 

Patrícia Palumbo foi três vezes premiada por seu trabalho em rádio pela APCA, apresenta desde 1998 o programa Vozes do Brasil no ar em 11 emissoras do país. Apresenta o Instrumental Sesc Brasil há 20 anos. Faz curadoria e consultoria musical para a TV Cultura, a Casa Brasileira e o Itaú Cultural. E agora comanda seu podcast Peixe Voador. Lançou três livros de entrevistas, Vozes do Brasil vol.1 e 2, pela DBA. E o volume 3 foi lançado em 2019 pela Edições Sesc com 33 artistas da música brasileira. Adora as ligações entre a música e a filosofia, o barco no mar e o zen budismo, o hai cai e os mutantes, Mia Couto e Hermínio Bello de Carvalho. Patricia conversa com Carlos Calado e Luiz Tatit. 

Roberta Martinellié apresentadora, criadora e curadora do programa Cultura Livre, na TV Cultura. É também apresentadora do programa Prelúdio, único concurso de música clássica na TV Cultura ao lado do Maestro Júlio Medaglia. 
 
Grátis. Ao vivo no YouTube do Centro de Música.  

20/07, terça, às 20h, com Ruy Castro e Julio Maria 
21/07, quarta, às 20h, com Carlos Rennó e Roberta Martinelli  
22/07, quinta, às 20h, com Carlos Calado e Patrícia Palumbo
23/07, sexta, às 18h, Luiz Tatit e Patrícia Palumbo 
24/07, sábado, às 16h, com Lira Neto mediado por Roberta Martinelli 

____________________

Série 

O Forró Invade São Paulo – A história do forró na metrópole 
Com Miltinho Edilberto, Chica Brother e Nanda Guedes e Chico Ceará 

A série conta a trajetória de quatro expoentes da música nordestina contando histórias sobre este ritmo tão conhecido e a explosão do gênero no final dos anos 90 em São Paulo: O forró! Neste minidocumentário, Miltinho Edilberto narra e conduz uma linha do tempo que mostra o caminho de quatro artistas pela saga da criação, lançamento e sedimentação do forró na capital e região metropolitana de São Paulo, passando pelo forró “universitário” e o resgate do forró “pé de serra”, seus estilos mais conhecidos no Sudeste. 
   
Chica Brother é um dos músicos mais importantes do movimento em Sâo Paulo. Junto com Miltinho Edilberto, inaugurou o lendário Elenko-KVA. Formado em música e com 42 anos de carreira, já atuou ao lado de muitos artistas nacionais como Pena Branca e Xavantinho, Renato Teixeira, entre outros. Um dos precursores do movimento Forró Universitário, há 22 anos é músico fundador da banda Bicho de Pé que toca ritmos brasileiros por todo o Brasil e em 10 turnês por toda Europa e EUA. Criou um set de percussão para forró denominado Zabumbatera, que mistura bateria com um set de forró clássico: triângulo, pandeiro e zabumba. 

Nanda Guedes nasceu no Ceará e mora há anos em São Paulo, onde amadureceu frequentando as casas de forró da Capital Paulista. Habil instrumentista, em sua versatilidade domina o Acordeom, a Zabumba e percussões, além de cantora e compositora. Já acompanhou o lendário Trio Nordestino, o mais tradicional do Brasil, ainda em atividade. Nanda Guedes é cria legitima desse movimento que floresceu em São Paulo. 

Chico Ceará já tocou e dividiu o palco com grandes mestres como Alceu Valença (por 18 anos), Aldir Blanc, Chico César, Dominguinhos, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Jair Rodrigues, Luiz Gonzaga, Martinho da Vila, entre outros. Por muitos anos foi o sanfoneiro do “Forró de Viola” do pesquisador e violeiro Miltinho Edilberto. 
 
Miltinho Edilberto é músico, produtor, pesquisador de Cultura Popular, compositor premiado em vários Festivais, vencedor do “Prêmio Sharp”, vencedor pela internet do “Festival Cultura: A Nova Música do Brasil” (TV Cultura) entre outros títulos acumulados desde o início de sua carreira artística. Miltinho possui composições utilizadas em trilhas de programas de TV, e participação frequente no premiadíssimo “Sr. Brasil”, com Rolando Boldrin e “Viola, minha Viola” com Inezita Barroso (Tv Cultura). 

De 18/7 a 8/8, domingos, às 15h, no YouTube do Centro de Música.  

____________________

JUNHO

Minicurso – O coco embolou de repente: improviso versado na música nordestina

Com Pedro Beviláqua 

A atividade apresenta as origens, os contextos sociais e as estruturas musicais e poéticas do coco, da embolada e do repente, tradições nordestinas que ecoam em muitas manifestações artísticas locais.  No minicurso, composto por duas aulas (via zoom, dias 17 e 24/6, com inscrições prévias), serão apresentados exemplos musicais em áudio e vídeo; na sequência acontece uma live (no Youtube do Centro de Música, dia 24/6, aberta ao público em geral), onde Pedro convida dois cordelistas e músicos para cantar, tocar, declamar e conversar: o compositor Moreira de Acopiara e o repentista Sebastião Marinho.  

Pedro Beviláqua 

Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo  com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação. 

De 17 e 24/6, quintas, das 19h30 às 21h30 
Público-alvo:  músicos, pesquisadores e brincantes de cultura popular, público em geral 
Faixa etária: a partir de 13 anos  
Carga horária: 4h  
Vagas: 30   
Valores: R$ 13 (Credencial Plena); R$ 20 (Meia); R$ 40 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 26/5, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 2/6, às 14h (vagas remanescentes).   

Plataforma: Zoom  

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 26/5

VAGAS ESGOTADAS

____________________ 

Live – O coco embolou de repente: improviso versado na música nordestina 

Com Pedro Beviláqua, Moreira de Acopiara e Sebastião Marinho 

A atividade apresenta as origens, os contextos sociais e as estruturas musicais e poéticas do coco, da embolada e do repente, tradições nordestinas que ecoam em muitas manifestações artísticas locais.  No minicurso, composto por duas aulas (via zoom, dias 17 e 24/6, com inscrições prévias), serão apresentados exemplos musicais em áudio e vídeo; na sequência acontece uma live (no Youtube do Centro de Música, dia 24/6, aberta ao público em geral), onde Pedro convida dois cordelistas e músicos para cantar, tocar, declamar e conversar: o compositor Moreira de Acopiara e o repentista Sebastião Marinho.  

Pedro Beviláqua 
Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo  com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação.

Moreira de Acopiara  
É como o poeta, dramaturgo, compositor, pesquisador, arte educador, produtor cultural e folclorista Manoel Moreira Júnior assina os seus trabalhos. Nasceu no município de Acopiara (CE), onde foi alfabetizado pela mãe e viveu até os 20 anos de idade. Ali teve os primeiros contatos com livros de autores como Graciliano Ramos, Leandro Gomes de Barros, Machado de Assis, Patativa do Assaré e Carlos Drummond de Andrade, Fernando Pessoa, Castro Alves, Augusto dos Anjos, Camões, a literatura de cordel e as histórias que sua mãe contava tão bem.   

Escreve desde adolescente. Publicou 26 livros, sendo os mais recentes: O drama de um refugiado (Ciranda Cultural); Cordel em arte e versos e Canudos e a saga de Antônio Conselheiro (Ed. Duna Dueto); O que é Cultura Popular? (Cortez Editora), A Divina comédia em Cordel (Nova Alexandria), e Colcha de Retalhos (Ed. Melhoramentos). Publicou ainda mais de duzentos folhetos de cordel. Desde 2005 ocupa e cadeira de número 04 da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, ABLC. Gravou CDs com poemas de sua autoria e tem músicas gravadas por vários artistas.  

Sebastião Marinho 
Natural do município de Solânea, estado de Paraíba, nasceu em 1948. Logo menino, entrou na vida de lavradores junto com os pais, mas decidiu lutar pelo seu sonho de se tornar um cantador e expandir a cultura nordestina para o povo. Aos vinte anos decidiu se tornar um cantador repentista profissional e também começou a trabalhar dentro das emissoras de rádio em várias cidades. Viajou à São Paulo para um evento e acabou gostando, e ficou de vez, mas sempre visita sua terra natal. Tornou-se presidente-fundador da UCRAN – União dos Cordelistas, Repentistas e Apologistas do Nordeste. Após se casar, trabalhou também como zelador em um prédio para complementar a renda das apresentações e depois conseguiu viver só da viola. Gravou alguns LPs e CDs de cantoria, e escreveu vários cordéis. Adaptou a obra Romeu e Julieta, de Willian Shakespeare, e lançou um livro com essa história contada em cordel.  

Grátis. Ao vivo no canal do Youtube do Centro de Música, dia 26/6, sábado, às 18h.  

____________________

Pra brincar, cantar, embalar e criar! Educando pela música   
Com Sheila Ferreira e convidados  
    
Série sobre musicalização para pais, artistas, profissionais da área da educação, músicos, e também com atividades previstas para crianças, que busca trazer reflexão sobre a atuação de agentes educadores na formação de bebês, crianças e jovens, e apresenta a educação musical como importante aliada em seu desenvolvimento.    
    
Os encontros acontecem nos meses de abril, maio e junho; a cada mês será realizado um bate-papo para pais, educadores, artistas e cuidadores, além de encontros online para crianças acompanhadas por adultos, com inscrições prévias e sempre através da plataforma Zoom.   
    
Em junho, o educador e musicólogo Carlos Kater propõe um olhar para as crianças de 7 a 13 anos por meio de relatos sobre sua experiência com jovens da rede pública de educação, e também com atividades propostas para esta faixa etária: as ‘paisagens sonoras’ e a ‘criação de paródias’, a partir de sua metodologia de ensino musical. Nos dois encontros, o educador traz um pensamento atual e engajado sobre este novo profissional de ensino musical e sua relação com o ‘outro’ – o educando.

Sheila Ferreira 
Educadora musical licenciada em Música pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP. Formação em Terapia Corporal pelo Instituto Neo-Reichiano Lumen. Integra a equipe do Centro de Música do Sesc Consolação desde 1998 nas áreas de voz e musicalização. Foi preparadora vocal do elenco do CPT, dirigido por Antunes Filho. Compositora de obras no Manual Canto, Canção, Cantoria, de Gisele Cruz (Sesc, 1997).  Integra os Grupos Vocais La Once (octeto vocal feminino),  Rock’N’Voice (sexteto vocal) e Cantadeiras, como regente e cantora.

Carlos Kater 
Educador, musicólogo e compositor, Doutor pela Universidade de Paris IV – Sorbonne e Professor Titular pela Universidade Federal de Minas Gerais. É autor de mais de 50 textos, entre artigos e livros publicados, entre eles “Por toda parte”, do qual é o autor da parte musical, livro aprovado pelo MEC e um dos 10 finalistas indicado ao Prêmio Jabuti de Livro Didático, em 2017.    
   
Idealizou, coordenou e realizou vários projetos de formação musical, dos quais destaca-se “Música na Escola”, projeto pioneiro no Brasil que levou música a mais de 120 mil alunos de escolas públicas do Estado de Minas Gerais (1997-2000), e o projeto “A Música da Gente”, criado em 2013 e desenvolvido sem interrupções até o momento, promovendo a criação musical coletiva junto a mais de 10 mil alunos de diversas escolas no Brasil. 

É Membro Permanente do Conselho Assessor da “Cátedra Livre de Pensamento Pedagógico Musical Latinoamericano”, junto ao Depto. de Artes Musicales y Sonoras da UMA - Universidad Nacional de las Artes (Buenos Aires/Argentina), Professor Colaborador do Curso de Pós-Graduação em Música da ECA-USP, além de consultor e parecerista de diversas associações científicas brasileiras. Atua regularmente como educador, conferencista e consultor, ministrando cursos e oficinas dirigidas à “Formação Musical Inventiva”, com foco no desenvolvimento humano. 

Para mais informações: http://www.carloskater.com.br  

As necessidades de uma Educação Musical Criativa hoje

Bate-papo para pais e educadores e oficina para crianças de 7 a 13 anos

Dia 5 de junho, sábado 

Bate-papo com pais e educadores 

Com Carlos Kater e Sheila Ferreira 

10h30 às 12h30 

Plataforma Zoom. 60 vagas. Grátis. 

No primeiro encontro teremos como ponto de partida projetos realizados pelo educador Carlos Kater envolvendo a criação musical com jovens de escolas da rede pública e grupo de mulheres em situação de vulnerabilidade, “Música da Gente” e “Música do Meio” respectivamente.   

Público-alvo: adultos (pais, mães, avós), professores e estudantes de música; professores de educação infantil e creches; profissionais de berçário e demais interessados no pensamento e práticas sonoro-musicais na primeira infância. 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 26/5 

VAGAS ESGOTADAS

Dia 12 de junho, sábado  

Vivências musicais para crianças de 7 a 13 anos 

Com Carlos Kater 

10h30 às 12h30  

Plataforma Zoom. 20 vagas. Grátis.  

Os participantes terão contato com a forma de pensar a criação no contexto do online e a distância, utilizando como estratégias a criação de “Paisagens Sonoras” e “Criação de Paródias”.   

Requisitos a preparar em casa:  

. De preferência, projetar a atividade num aparelho de televisão;  

. Algum espaço para interação com a criança à frente da TV. 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 26/5 

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Curso de Musescore 

Com Renato Veras Baptista 

Apresentação e desenvolvimento de partituras usando o programa Musescore, que possibilita produção e reprodução de partituras e a exportação de arquivos.

Renato Veras Baptista 
Pós-graduado em semiótica, sob orientação do professor Norval Baitello Júnior, na PUC/SP. Foi pioneiro no ensino e estudo de MIDI e programação de sintetizadores, tendo sido aluno de Lucas Shirahata, Jorge Poulsen e Conrado Silva. É professor de instrumentos de madeira no Sesc Vila Mariana desde 1998, participando também dos cursos infantis. Tem formação em flauta transversal com Toninho Carrasqueira, clarinete e saxofone com Hector Costita, manutenção de instrumentos com José Augusto e arranjo com Nelson Ayres.

De 18 e 25/6, sextas, das 18h às 19h 

Pré-requisito: Necessário conhecimento mínimo de teoria musical; alunos precisam ter computadores que aceitem a instalação do Software Musescore.  
Público-alvo:  músicos, pesquisadores e brincantes de cultura popular, público em geral 
Faixa etária: a partir de 18 anos, com iniciação musical 
Carga horária: 2h  
Vagas: 24 
Valores: R$ 16,50 (Credencial Plena); R$ 27,50 (Meia); R$ 55 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 26/5, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 2/6, às 14h (vagas remanescentes).   

Plataforma: Zoom  

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 26/5 

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Live Guitarristas brasileiros: guitarra, mercado de trabalho e filosofia

Com Mayki Fabiani e Sydney Carvalho  

Série de lives com importantes guitarristas brasileiros, apresentadas e mediadas pelo educador Mayki Fabiani, do Centro de Música do Sesc Vila Mariana. Na pauta, o frevo, a atividade freelancer, a composição, o mercado de trabalho, entre outros. Convidados: Luciano Magno, Nelson Farias, Rafael Bittencourt e Sydney Carvalho. No Canal do Centro de Música no YouTube. 

Mayki Fabiani  
Técnico em violão popular pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, bacharel em composição pela Faculdade de Artes Alcântara Machado, pós-graduado em docência pela FMU e mestre em educação, arte e história da cultura pela Universidade Mackenzie. É arte-educador, compositor e regente. Atualmente desenvolve atividade como produtor e guitarrista de diversas bandas e em 2018 lançou “Tempestade Brasileira”. É educador na área de cordas dedilhadas no Sesc Vila Mariana desde 2014.  

Sydney Carvalho
Sydney Carvalho é guitarrista formado pela Musicians Institute of Los Angeles. Além de ser um virtuose da guitarra e desenvolver trabalho como instrumentista e produtor, Sydney Carvalho é representante de várias marcas de produtos para guitarra além de ser fundador de uma escola de filosofia esotérica. 

Grátis. Ao vivo no canal do Youtube do Centro de Música, dia 25/6, sexta, às 20h. 

____________________ 

MAIO

Live Guitarristas Brasileiros

Série de lives com importantes guitarristas brasileiros, apresentadas e mediadas pelo educador Mayki Fabiani, do Centro de Música do Sesc Vila Mariana. Na pauta, o frevo, a atividade freelancer, a composição, o mercado de trabalho, entre outros. Convidados: Luciano Magno, Nelson Farias, Rafael Bittencourt e Sydney Carvalho. No Canal do Centro de Música no YouTube.

Mayki Fabiani 
Técnico em violão popular pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, bacharel em composição pela Faculdade de Artes Alcântara Machado, pós-graduado em docência pela FMU e mestre em educação, arte e história da cultura pela Universidade Mackenzie. É arte-educador, compositor e regente. Atualmente desenvolve atividade como produtor e guitarrista de diversas bandas e em 2018 lançou “Tempestade Brasileira”. É educador na área de cordas dedilhadas no Sesc Vila Mariana desde 2014. 

Dia 7/05 – A arte da composição 
Com Rafael Bittencourt 
Rafael Bittencourt é o principal compositor da banda Angra. Com suas composições o álbum Angels Cry ganhou disco de ouro no Japão. Rafael Bittencourt está em atividade com o Angra, está trabalhando nas composições do Bittencourt Project e desenvolveu um curso online onde fala sobre composição. Essa live vai abordar elementos de composição, arranjo e a transformação disso em produto fonográfico. Dia 07/05, às 20h. 

Dia 28/05 – A vida do sideman
Com Nelson Faria
Nelson Farias é um dos mais importantes guitarristas brasileiros, acompanhou vários artistas como Milton Nascimento, João Bosco, Edu Lobo, Leila Pinheiro, entre outros. Nessa live, trataremos da vida e obra de Nelson Faria enquanto instrumentista acompanhador, bem como estratégias de estudo para instrumentistas amadores e profissionais que querem ser sideman. Dia 28/05, às 20h.

Grátis. Ao vivo no canal do Youtube do Centro de Música, dias 7 e 28/5, sextas, às 20h. 

____________________

Plantão de dúvidas online de cordas friccionadas (violino, viola, violoncelo)  
Com Pedro Beviláqua 
  
Destinado ao público jovem e adulto com dúvidas sobre o estudo do violino, da viola e do violoncelo, este plantão, com atendimento em grupo de até 3 pessoas, deve ser previamente agendado e as dúvidas já informadas no momento do agendamento; a inscrição permite a realização de um a dois encontros com o educador. 
  
Pedro Beviláqua  
Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo  com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação.  

Terças-feiras, em horários de 50 minutos cada grupo – 18h, 19h, 20h e 21h 
Pré-requisito: possuir o instrumento em casa  
Faixa etária: a partir de 13 anos   
Grátis  
Vagas: agendamentos de até 3 pessoas por horário  
Plataforma: Zoom 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

História do Jazz: dos campos de algodão à Nova Iorque

Com Marcelo Silveira     

O curso tem como objetivo apresentar ao aluno a história do Jazz e suas diversas transformações e inovações ao longo do século XX. Assim como no Brasil, os Estados Unidos foram palco de encontros e conflitos sociais, e dessa conjuntura surge o Jazz e seus subgêneros, como o Swing, Bebop, Cool Jazz, Hard Bop, e tantos outros.   

A primeira parada desta viagem no tempo é em New Orleans, mais especificamente no final do século XIX, época em que a cidade era grande centro comercial e núcleo de diversos encontros e conflitos sociais. Tais ingredientes contribuíram para o surgimento e consolidação das primeiras formas do Jazz, gênero atualmente tão apreciado por milhares de ouvintes ao redor do mundo e conhecido por seu swing e improvisação. Assim prosseguiremos com nossa viagem até os dias de hoje, com paradas importantes em alguns dos subgêneros e principais nomes do Jazz. Esta jornada levará o participante a conhecer de perto a história do gênero que eternizou nomes como Louis Armstrong, Miles Davis, Ella Fitzgerald, John Coltrane e tantos outros.    

Marcelo Silveira   
Natural de Campinas/SP, Marcelo Silveira é professor de música, guitarrista, violonista, violonista 7 cordas, compositor, arranjador e produtor musical. Bacharel em música popular e Licenciatura em música pela Unicamp, estudou guitarra MPB/Jazz no Conservatório de Tatuí e participou de inúmeros festivais e workshops com grandes nomes da música, como Proveta, Heraldo do Monte, Lula Galvão, entre outros. Em 2017 foi um dos dez finalistas do prêmio instrumental MIMO com a composição “Influenciado”. Recentemente concluiu Mestrado na University of Cincinnati em “Jazz Studies” nos Estados Unidos.    

Pré-requisito: sem necessidade de iniciação musical  
Público-alvo: estudantes de música, profissionais da música e interessados em geral  
Dias 6, 13, 20 e 27/05, quintas, 19h30 às 21h  
Carga horária: 6h  
Vagas: 50  
Valores: R$ 16,50 (Credencial Plena); R$ 27,50 (Meia); R$ 55 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 22/4, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 28/4, às 14h (vagas remanescentes).  
Plataforma: Zoom 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Musicalização para crianças: brincando em casa 

Com Mariane Oliveira 

O projeto busca oferecer ao público da primeira infância uma experiência musical realizada em casa junto às famílias a fim de experimentar, acompanhar e desenvolver processos educativos musicais para esse público. 

Desde que a pandemia nos colocou em formato online, diversas experiências foram oferecidas pelo Centro de Música, inclusive para crianças. No entanto, a primeira infância traz uma especificidade no quesito de que as interações se dão através de seus adultos responsáveis, sendo estes os principais responsáveis por seu desenvolvimento musical. Quando pensamos em musicalização, a família se torna o centro deste processo. As crianças aprendem em casa, no ambiente que reconhecem familiar e seguro. Tornar esse ambiente musical, oferecendo ferramentas para as famílias como, por exemplo, músicas para brincar, dançar, explorar objetos ou ninar são objetivos principais em um processo de musicalização. Tendo este pensamento como guia, criar um momento contínuo de encontros com um grupo de famílias pode ser uma interessante forma de colaborarmos para mais experiências musicais com este público específico.

Mariane Oliveira 
Graduada em música, mestre em educação, especialista no método Suzuki de ensino de música e educadora de atividades infanto juvenil do Sesc Guarulhos 

De 8 a 29/5, sábados, das 10h às 10h45 
Público: famílias com crianças de 1 a 4 anos  
Sugestão de objetos para as aulas: Objetos de cozinha: potes e colher de pau, tecidos diversos, brinquedos que as crianças possuem em casa 
Encontro pela plataforma Zoom
Grátis

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Curso A Canção no Tempo  
Com Bob Souza  
  
O curso objetiva apresentar aspectos históricos, estéticos e estruturais das expressões musicais e poéticas ocidentais envolvendo a canção, tendo como foco predominante a música popular. A cada encontro será abordado um período ou um tipo específico de canção, partindo dos primeiros registros antes da Renascença e chegando até a música independente de hoje.   
  
A partir de referências históricas, dos fenômenos sociais e musicais relativos aos períodos de cada manifestação, serão trabalhados os seguintes temas:   
– A chanson francesa e o lied alemão  
– Canção no Brasil colônia e imperial  
– Os primeiros discos  
– Música popular brasileira da Primeira República  
– As vozes do rádio e seus compositores  
– Cantores de blues   
– Jazz, Broadway e música de cinema  
– Do samba canção à bossa nova, em tempos de JK  
– A música de protesto e o tropicalismo  
– A música independente  
 
Bob Souza  
Doutor em Musicologia e Interdisciplinaridade pela Unesp, mestre em Educação Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, Especialista em Estruturação Musical pela Faculdade de Música Carlos Gomes e Bacharel em contrabaixo acústico pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, com curso de extensão em Jazz e improvisação pela Universidade de Louisville (KY). É autor do Livro “A Canção infantil Urbana, dos processos criativos à sala de aula”. Atualmente é professor do Centro de Música do Sesc Consolação e do Centro Universitário FMU-FIAM-FAAM.  

De: 13/5 a 24/6, quintas-feiras, das 19h às 21h (com exceção do dia 3/6)  
Carga horária: 12h  
Público-alvo: Público em geral interessado no tema  
Faixa etária: A partir de 13 anos  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 22/4, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 28/4 às 14h (vagas remanescentes). 
Vagas: 25   
Plataforma: Zoom  
  
>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Canção  Popular e Filosofia   
Com Sidney Molina e Solange Assumpção  
  
Nesta viagem através do cancioneiro brasileiro, filósofos clássicos estarão ao lado de nomes como Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Dorival Caymmi e muitos outros.  
 
A atividade, que integra uma live no Youtube do Centro de Música, aberta ao público em geral (8/5), e um minicurso via Zoom, com inscrições prévias (15 e 29/5), busca aproximar a canção popular brasileira da tradição filosófica ocidental, aprofundando a compreensão e o diálogo entre diferentes áreas do conhecimento,  
 
Serão apresentadas canções que tratam das origens da humanidade, da relação de homens e mulheres com a natureza e que estabelecem pontes com os mitos, o oriente, a Grécia e a Idade Média. Também propõe-se abordar as crises da modernidade pós-cartesiana, analisando canções em que a subjetividade se faz presente de forma ostensiva. 

          
Sidney Molina
Violonista, professor e crítico musical. Como fundador do Quaternaglia Guitar Quartet (QGQ), participou de gravações, recitais, concertos com orquestra e turnês nacionais e internacionais; sua discografia inclui 8 CDs, 1 DVD gravado ao vivo e a participação como convidado em 6 CDs.  
 É bacharel em Filosofia pela USP e doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Atua como Coordenador da Pós-graduação em Violão: pedagogia e performance da Faculdade Santa Marcelina e é professor do curso de música do FMU/FIAM-FAAM, em São Paulo, e da Fundação Carlos Gomes, em Belém. É Musician-in-residence da Portuguese School no Middlebury College, em Vermont (EUA).  
 Desde 2010 coordena o Concurso Nacional de Violão Souza Lima e tem ministrado palestras, integrado bancas e ministrado master classes a convite de instituições nacionais e internacionais. É crítico de música do jornal Folha de S. Paulo e autor livros sobre música clássica.   
  
Solange Assumpção 
Educadora musical e regente coral. Mestre em Música pela UNESP, desenvolvendo pesquisa sobre o Canto Coral na Educação Musical, sob a orientação de Martha Herr; estudos de Regência com Abel Rocha e Naomi Munakata. Certificada em Somatic Voicework (níveis 1, 2 e 3), em 2017 participou do 11 th Symposium on Choral Music, em Barcelona.  Foi professora da EMESP e da FASCS. Desde 2001, é membro da equipe de educadores do Centro de Música do Sesc Consolação. Conduz o Grupo Madrigueiros desde a sua criação, em 2010.  

Quando: 8, 15 e 29/05, das 18h às 20h (8/5 - live no Youtube; 15 e 29/5 – curso via Zoom)  
Carga horária: Curso – 4h . Live – 1h 30  
Faixa etária: a partir de 13 anos  
Público-alvo: Músicos, cantores, filósofos, estudantes de música e humanidades, público em geral  
Vagas: 40  
Valores: R$ 13 (Credencial Plena); R$ 20 (Meia); R$ 40 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 22/4, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 28/4, às 14h (vagas remanescentes). 
Plataformas: Live - Youtube do Centro de Música | Curso: Zoom 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Curso online de Harmonia | Acordes – harmonização e criação de melodias    
Com Pedro Beviláqua   

 Destinado a quem já possui conhecimentos básicos de harmonia, o curso propõe o estudo da formação e percepção de acordes tétrades e de sexta, encadeamento de acordes e regras de condução de vozes mais específicas, harmonização de melodias e criação de melodias sobre sequências harmônicas. 

Pedro Beviláqua 
Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação. 

Pré-requisitos: conhecimentos básicos de harmonia tais como formação de acordes, regras básicas de condução de vozes nos encadeamentos de acordes, as diferentes categorias de notas estranhas ao acorde e cadências.  
 
Quando: de 19/5 a 7/7, quartas-feiras, das 19h às 21h  
Carga horária: 16h  
Faixa etária: a partir de 13 anos  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 22/4, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 28/4, às 14h (vagas remanescentes). 
Vagas: 20  
Plataforma: Zoom 

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Criação de vídeos musicais  
Com Felipe de Souza e Paulo Alberton  

O curso objetiva capacitar o aluno a compreender quais são os processos envolvidos na produção audiovisual de forma caseira, e a maneira de utilizá-los em projetos de vídeos musicais. Para isso, serão explorados os conceitos básicos para a criação destes vídeos - que consistem na gravação individual de cada músico ou instrumento, em espaços e tempo distintos, para a posterior sincronização com programas de edição de áudio e vídeo; tais vídeos se tornaram uma alternativa de expressão musical durante a pandemia, devido às condições sanitárias necessárias entre os músicos. 
Com este propósito, serão apresentados os principais conceitos e ferramentas usadas na produção de áudio e vídeo (planejamento, roteirização, storyboard, técnicas de captação de áudio e vídeo, sincronização, questões de qualidade de gravação, fluxo de edição de áudio e vídeo, mixagem e finalização).    

Felipe de Souza  
Graduou-se pela Berklee College of Music, em Boston, onde ganhou o prêmio de desempenho do Departamento de Performance e, em Nova York, obteve o título de Mestre pela Aaron Copland School of Music. Possui Especialização em Áudio pelo Instituto de Áudio e Vídeo, em São Paulo.
Participou de diversas produções audiovisuais como trilhas para novelas, longas-metragens e séries, na produtora Input Arte Sonora, em São Paulo. Junto com Alexandre Guerra assinou a direção musical do filme de longa-metragem Tudo que Aprendemos Juntos, dirigido por Sérgio Machado, pelo qual concorreram como finalistas na categoria de Melhor Trilha Sonora Original do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em 2016. 
Como Tek Tek Gerbelier elaborou, na Kunsthalle, em São Paulo, as esculturas sonoras para os filmes mudos Le sang d’un poète, de Jean Cocteau, e Paris qui dort, de René Clair, assim como para a instalação, vídeo e performance Boitatá, de Zoè Gruni. 
No projeto Treboada, fomentado pelo PROAC 2019, compôs e produziu a trilha sonora. 
Atua como músico e produtor na cidade de São Paulo, onde é Diretor da F7 Produção e Assessoria.  


Paulo Alberton  
Doutor em Comunicação em Artes pela Western Sydney University e Mestre em Direção de Documentários pela Australian Film Television and Radio School (AFTRS), ambas na Austrália. Como parte do doutorado, produziu o documentário longa-metragem Quem realmente somos, que acompanha durante sete anos o assentamento de um grupo de 30 jovens refugiados africanos na Austrália. 
De 2013 a 2020 trabalhou como montador e supervisor de pós-produção da série de documentários Passagem de som, da TV Sesc. Com 22 anos de experiência em audiovisual, já produziu centenas de documentários na Austrália, no Brasil, nos EUA e na África do Sul, países onde também deu aula sobre audiovisual em universidades e comunidades. 
O documentarista traz na bagagem prêmios como o de melhor fotografia por Eu e água (MIS, Brasil, 1998), uma recomendação especial da entidade governamental Film Australia (Australia, 2005), o prêmio ATOM de melhor documentário interativo (Australia, 2005) por Mijn Man (2005) e os prêmios de melhor documentário e melhor edição do Western Australian Screen Awards (Australia, 2005) pelo documentário animado Going to the dogs (2004).  

Quando: de 12/5 a 23/6, quartas-feiras, das 19h às 21h   
Carga horária: 14h  
Faixa etária: a partir de 16 anos 
Público-alvo: jovens e adultos com interesse em criar/realizar vídeos musicais e conhecer a tecnologia envolvida nesta atividade.   
Quantidade de vagas: 20 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 22/4, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 28/4, às 14h (vagas remanescentes). 
Plataforma: Zoom   

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

Pra brincar, cantar, embalar e criar! Educando pela música  
Com Sheila Ferreira e convidados 
  

Série sobre musicalização para pais, artistas, profissionais da área da educação, músicos, e também com atividades previstas para crianças, que busca trazer reflexão sobre a atuação de agentes educadores na formação de bebês, crianças e jovens, e apresenta a educação musical como importante aliada em seu desenvolvimento.

Os encontros acontecem nos meses de abril, maio e junho; a cada mês Sheila apresenta um/a convidado/a para realizar um bate-papo com pais, educadores, artistas e cuidadores, além de encontros online para crianças acompanhadas por adultos, com inscrições prévias e sempre através da plataforma Zoom.

Em maio, a educadora Teca Alencar de Brito trata da faixa etária de 3 a 5 anos e dos processos sonoro-musicais que emergem no decorrer da primeira infância; nas atividades, ela trabalhará a partir do conceito de Ideias de Música, que visa suscitar experiências e reflexões próprias às crianças. Serão compartilhados alguns procedimentos que poderão ser experimentados pelos pequenos, seus pais e educadores, primeiramente online e depois, cotidianamente, em casa.

Sheila Ferreira 
Educadora musical licenciada em Música pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP. Formação em Terapia Corporal pelo Instituto Neo-Reichiano Lumen. Integra a equipe do Centro de Música do Sesc Consolação desde 1998 nas áreas de voz e musicalização. Foi preparadora vocal do elenco do CPT, dirigido por Antunes Filho. Compositora de obras no Manual Canto, Canção, Cantoria, de Gisele Cruz (Sesc, 1997).  Integra os Grupos Vocais La Once (octeto vocal feminino),  Rock’N’Voice (sexteto vocal) e Cantadeiras, como regente e cantora. 

Teca Alencar de Brito  
É graduada em Licenciatura Plena em Educação Artística, com Habilitação em Música, e Bacharel em piano pela Faculdade Paulista de Música. Tem mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É criadora da Acronon - Atividades Pedagógico-Musicais e da Teca Oficina de Música, núcleo de atividades musicais voltado à formação de crianças, jovens, adultos e educadores. É Professora Doutora concursada no Departamento de Música da USP, no curso de Licenciatura em Música, coordenando o referido curso desde agosto de 2008. Ministra disciplinas relativas à educação musical, atuando, também, na Pós-Graduação, ministrando disciplinas e orientando Mestrado e Doutorado. É vice-presidente do FLADEM (Fórum Latinoamericano de Educação Música) e membro do Comitê Acadêmico do Movimento Latinoamericano e Caribenho da Canção Infantil.   
 
  
Um jogo chamado música
Bate-papo para pais e educadores
Oficinas para crianças de 3 a 5 anos

Dia 21 de maio, sexta-feira
Bate-papo e reflexões com pais e educadores

Com Teca Alencar de Brito e Sheila Ferreira
19h
Plataforma Zoom. 60 vagas. Grátis.

O bate-papo trata dos processos sonoro-musicais que emergem no decorrer da primeira infância. Teca abordará o conceito de ‘Ideias de Música’, com o qual trabalha, que visa suscitar experiências e reflexões próprias às crianças. A atividade busca colaborar para o estímulo ao desenvolvimento de jogos de criação e improvisação, a fim de ampliar as possibilidades do fazer musical no curso da primeira infância.  

Público-alvo: adultos (pais, mães, avós), professores e estudantes de música; professores de educação infantil e creches; profissionais de berçário e demais interessados no pensamento e práticas sonoro-musicais na primeira infância.

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

Dia 22 de maio, sábado 
Vivências musicais para crianças de 3 a 5 anos

Com Teca Alencar de Brito
10h 30 às 11h 30 
13h 30 às 14h 30 
Plataforma Zoom. 12 vagas por horário. Grátis. 

Interações online com crianças e pais, propondo a vivência de algumas das atividades de estimulação e sensibilização musical apresentadas no bate-papo com pais e educadores.  

Requisitos a preparar em casa: 
. De preferência, projetar a atividade num aparelho de televisão; 
. Algum espaço para interação com a criança à frente da TV.

>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 22/04

VAGAS ESGOTADAS

____________________

ABRIL

Curso  Voz, Corpo e Arte 60+  
Com Sheila Ferreira e Fernanda Bertoncello Boff   

O curso busca explorar elementos das linguagens da música e das artes cênicas. Por meio de recursos vocais, jogos de improvisação, experimentação de movimentos e repertório de canções, serão trabalhadas diversas possibilidades do corpo em estado de criação artística. Nesse sentido, serão aprimoradas a consciência e percepção corporal dos participantes, bem como a memória, o equilíbrio e a prontidão. A performance vocal e os jogos com circo, dança e teatro poderão conduzir à criação de um roteiro para contar a história trazida pelo grupo no contexto virtual, tendo como mote inicial a pesquisa do ambiente e de temas relacionados ao grupo.  
  
Sheila de Souza Ferreira Murahovschi   
Educadora Musical Licenciada em Música pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP; tem formação em Terapia Corporal pelo Instituto Neo-Reichiano Lumen. Integra a equipe do Centro de Música do Sesc Consolação desde 1998 nas áreas de voz e musicalização; foi preparadora vocal do elenco do CPT, dirigido por Antunes Filho, e compositora de obras no Manual Canto, Canção, Cantoria, de Gisele Cruz (Sesc, 1997). Integra os grupos vocais La Once (octeto vocal feminino),  Rock’N’Voice (sexteto vocal) e Cantadeiras, como regente e cantora.  

Fernanda Bertoncello Boff é
Licenciada em Dança pela UFRGS, pós-graduanda em Educação Infantil e desenvolve seu trabalho com dança e circo para as infâncias desde 2009. Idealizadora e coordenadora do projeto Pequenices: Arte e Educação, dedica-se a pensar o protagonismo das crianças em processos artísticos e pedagógicos; por este, recebeu prêmios como o FUNARTE de Dança Klauss Vianna (2014) e Açorianos de Dança (2018), na categoria Projetos de Formação e Difusão. Atuou em diversos espetáculos; dentre eles, destacam-se Guia improvável para corpos mutantes, peça premiada com direção de Airton Tomazzoni, e a Minipeça viajante de dança, pela qual também assina a direção. Promove diversos cursos de formação de professores, como o do método Educação Criadora, desenvolvido em parceria com Wagner Ferraz. Também compõe a gestão do Estúdio Amplo: Arte, Corpo e Movimento.  

De 09/04 a 25/6, sextas-feiras, das 15h às 17h. Via plataforma Zoom. 40 vagas. Grátis. 
Público-alvo/faixa etária: pessoas a partir de 60 anos. 

VAGAS ESGOTADAS

____________________ 

Pra brincar, cantar, embalar e criar! Educando pela música 
Com Sheila S. Ferreira Murahovschi e convidados 
 
Série sobre musicalização para pais, artistas, profissionais da área da educação, músicos, e também com atividades previstas para crianças, que busca trazer reflexão sobre a atuação de agentes educadores na formação de bebês, crianças e jovens, e apresenta a educação musical como importante aliada em seu desenvolvimento.  
Os encontros acontecem nos meses de abril, maio e junho; a cada mês será realizado um bate-papo para pais, educadores, artistas e cuidadores, além de encontros online para crianças acompanhadas por adultos, com inscrições prévias e sempre através da plataforma Zoom. 
No mês de abril, a educadora musical Enny Parejo trata da faixa etária de 0 a 3 anos,  propondo elementos para fundamentar a atividade de musicalização para bebês e crianças e compartilhando alguns procedimentos que poderão ser experimentados pelos pequenos e seus pais, primeiramente online e depois cotidianamente, em casa. 
 
Vivências musicais para bebês  
Com Enny Parejo 

Interações online com crianças e pais, propondo a vivência de algumas atividades de estimulação e sensibilização musical que poderão ser adotadas no cotidiano das famílias. 

Dia 24 de abril, sábado.  
10h30 às 11h30 – 0 a 1 ano  
13h30 às 14h30 – 1 a 3 anos 
Plataforma Zoom
Vivência voltada a pais e crianças. 12 vagas por turma. Grátis. 

Requisitos a preparar em casa: 
– De preferência, projetar a aula online num aparelho de televisão; 
– Algum espaço para interação com o bebê à frente da TV;  
– Silêncio relativo no ambiente.

VAGAS ESGOTADAS

____________________ 

Bate-papo com educadores e pais – Vivências musicais para bebês   
Com Sheila Ferreira e Enny Parejo 

Enny propõe, neste bate-papo, discutir um novo paradigma possível para a educação musical e para uma forma de lazer mais qualitativa em casa, buscando sensibilizar professores, pais e demais profissionais interessados na aplicabilidade da música como forma de estimular o desenvolvimento do bebê, exemplificando com momentos de estimulação e sensibilização musical.  
 
Enny Parejo é Doutora em Educação-Currículo pela PUC de São Paulo. Bacharel em Piano pela Faculdade Paulista de Arte (1984). Especialista em Pedagogia Musical pela pesquisa autodidata e pela participação em diversos cursos (Brasil, França, Espanha e Áustria). Autora das obras Iniciação e Sensibilização Musical–uma proposta de educação musical para o novo paradigma (São Paulo, E-book, 2018); Iniciação musical – suplemento do aluno (São Paulo, Projeto Guri, 2017); Fundamentos da Música – suplemento do aluno (São Paulo, Projeto Guri, 2017); Estorinhas para ouvir – aprendendo a escutar música (São Paulo, Vitale, 2007); Musicalizar – uma proposta para vivência dos elementos musicais (São Paulo, Edição das autoras,1987) e de diversos artigos sobre Educação Musical em obras coletivas. Professora da Graduação e da Pós-Graduação em Educação Musical da Faculdade Cantareira, em São Paulo. Coordenou o Departamento Infanto – Juvenil da Universidade Livre de Música Tom Jobim do Estado de São Paulo, de 1994 a 1998. Elabora cursos para formação e atualização de professores de música e ensino fundamental que vêm sendo ministrados em diversos espaços da capital, do interior paulista e de outros estados. Dirige o Atelier Musical Enny Parejo. 

Dia 24 de abril, sábado, às 18h. Plataforma Zoom.
Bate-papo voltado a pais e educadores. 60 vagas. Grátis. 

VAGAS ESGOTADAS

____________________

MARÇO

Curso de voz e movimento 
Territórios Negros de Canto e Dança 

Com Solange Assumpção, educadora do Centro de Música do Sesc Consolação, e Renato Ihu 
 
O curso oferece vivências em canto e dança, aproximando os participantes de manifestações tradicionais de cultura popular afro-brasileiras presentes na região Sudeste: o jongo, o congado mineiro e o batuque de umbigada. Exploraremos a integração voz-corpo artisticamente, como também o conhecimento da própria voz, por jogos, exercícios e canções. Também haverá um constante diálogo entre teoria e prática: as tradições serão contextualizadas em seus aspectos históricos e recorrências atuais, bem como alguns dos significados de gestos, rituais, toques, letras e melodias de pontos de jongo, modas de batuque e músicas do congado.   

O curso oportuniza o contato com o conhecimento de tradições culturais que, na prática, são emblemáticas como ações de resistência que integram valores civilizatórios afro-brasileiros como a corporeidade, a ancestralidade, a ludicidade, a musicalidade e o comunitarismo.   
 
Solange Assumpção 
Educadora musical e regente coral. Mestre em Música pela UNESP, desenvolvendo pesquisa sobre o Canto Coral na Educação Musical, sob a orientação de Martha Herr; estudos de Regência com Abel Rocha e Naomi Munakata. Certificada em Somatic Voicework (níveis 1, 2 e 3). Em 2017, participou do 11 th Symposium on Choral Music, em Barcelona.  Foi professora da EMESP e da FASCS. Desde 2001, é membro da equipe de educadores do Centro de Música do Sesc. Conduz o Grupo Madrigueiros desde a sua criação, em 2010. 
 

Renato Ihu realiza pesquisas com comunidades de cultura tradicional afro-brasileira da região Sudeste do Brasil há 20 anos. Durante 16 anos realizou pesquisa, gravação, catalogação e preservação do acervo audiovisual da Associação Cultural Cachuera!, instituição dedicada à preservação e memória da cultura popular negra da região Sudeste. Dirigiu e editou os documentários Contas do Rosário (2015), Mutirão Quilombola (2015), Sementes de Quilombos (2015), Sistema Agrícola Quilombola (2016) e 30 anos do Geledés, Instituto da Mulher Negra (2018). Como cantor atuou no espetáculo Ihu – Todos os Sons (2001), de Marlui Miranda. Foi educador no projeto A Cor da Cultura em 2005 e 2013 (CanalFutura/Fundação Roberto Marinho), que visa a valorização e preservação do patrimônio cultural afro-brasileiro. Ministrou oficinas e cursos vinculados a tradições de cultura popular afrodescendentes no Instituto de Artes da Unesp-SP, em diversas unidades do Sesc, na Escola de Aplicação (USP), na Ação Educativa, no Instituto Cultural Itaú, na Escola Nacional Florestan Fernandes (MST) e junto aos grupos teatrais Cia. Balagan, Coletivo Negro e Cora Primevera (Unesp).  

De 26/3 a 25/6, sextas-feiras, das 19h às 21h. Carga horária: 26h – 13 encontros. Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. 25 vagas.  

Público-alvo: Cantores, dançarinos, educadores, estudantes de música, pesquisadores e interessados em cultura popular, público em geral. Não é necessário experiência prévia em canto e dança. A partir de 13 anos.  

Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).

VAGAS ESGOTADAS 

_______________________________________________

Introdução à produção musical em home studio 
Com Mauricio Perez, educador do ETA – Sesc Consolação 
 
Curso introdutório de produção musical focado nas ferramentas para criação em home studio, abordando os tipos de equipamentos envolvidos (microfones, mesa de som, interfaces de áudio, softwares, etc.), sua operação (fluxo de sinal, estágios de ganho), etapas da produção musical (gravação, mixagem e masterização), entre outros tópicos.  

Conteúdo programático: 

História da gravação: “pré-história”, estúdios analógicos, estúdios digitais e/ou híbridos de grande porte e home studios. 
Equipamentos do estúdio: elementos de acústica, microfones, mesa de som, interface, monitoração, periféricos, daw. 
Etapas da produção musical: composição, gravação, edição, mixagem, masterização, divulgação. 
Técnicas de gravação: técnicas de captação mono, estéreo (A/B, X/Y, mid-side, pares espaçados), gravação de acústicos, gravação de eletrônicos, sample rate e bit depth. 
Técnicas de edição básica: cortes, fades, junções, quantização, etc. 
Necessidades técnicas: o participante precisará de um tablet, computador ou celular para usar durante o curso; se tiver equipamentos de estúdio profissional adicionais em casa (microfone, interface, mesa de som, etc.), estes também poderão ser utilizados.  
 
Maurício Perez  
É mestre e doutorando em Sonologia: Criação e Produção Sonora pelo programa de pós-graduação em Música da ECA-USP. Desenvolve pesquisa com temática sobre o uso de interfaces na composição musical contemporânea. É educador do Espaço de  Tecnologias e Artes do Sesc São Paulo e do Estúdio de Produção Sonora do Centro de Música do Sesc Consolação. Ministra cursos e laboratórios envolvendo o uso de tecnologias analógicas e digitais na criação musical. 

Encontros pela plataforma Zoom somente para inscritos. 20 vagas. De 24/3 a 5/5, quartas-feiras, das 18h30 às 20h30. Carga horária: 12h – 6 encontros. 

Público-alvo: jovens e adultos a partir de 16 anos com interesse no uso da tecnologia para criação musical para fins diversos, como criação de vinhetas, podcasts, trilha sonora para vídeo ou criação de músicas próprias, etc. 

Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).
    

VAGAS ESGOTADAS  

_______________________________________________

Gravação e Mixagem em Home Studio 
Com Lindenberg Oliveira 

O curso apresenta as necessidades e etapas da gravação e mixagem em uma produção caseira, apresentando as soluções técnicas e o melhor uso de equipamentos. Serão abordados: estrutura física e elétrica de um estúdio; os diferentes tipos de captação; edição; e mixagem final. 

Lindenberg Oliveira é formado em Tecnologia em Produção de Multimídia e trabalha como Arte-educador no PECP, onde desenvolve oficinas de audiovisual: Cinema, animação, sonoplastia e produção musical. Além disso realiza trabalhos em estúdios e tour com vários artistas. Em 2016 recebeu o Prêmio profissionais da música 2015 – Categoria Melhor engenheiro de gravação de 2015. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. Quartas e sextas, 20h às 22h, de 31/03 a 23/04. Carga horária: 16h – 8 encontros. 20 vagas.  
Público alvo: A partir de 13 anos.  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 

________________________________________________________

Curso de Improvisação 
Escalas, harpejos, articulações de acordes e construção de frases   

Com Bob Souza, educador do Centro de Música do Sesc Consolação 

Curso destinado a estudantes de música interessados em adquirir conhecimentos que possibilitem improvisar sobre músicas populares, a partir de análises melódicas, harmônicas e temáticas.  Conteúdos prioritários que deverão ser abordados: escalas diatônicas, harpejos, escalas de blues, aproximações cromáticas, articulações e construção de frases para improvisação.  

Pré-requisitos: conhecimento de escalas, formação de acordes e leitura musical básica. 

Bob Souza 
Doutor em Musicologia e Interdisciplinaridade pela Unesp, mestre em Educação Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, Especialista em Estruturação Musical pela Faculdade de Música Carlos Gomes e Bacharel em contrabaixo acústico pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, com curso de extensão em Jazz e improvisação pela Universidade de Louisville (KY). É autor do Livro “A Canção infantil Urbana, dos processos criativos à sala de aula”. Atualmente é professor do Centro de Música do Sesc Consolação e do Centro Universitário FMU-FIAM-FAAM. 
 
De 25/3 a 06/5, quintas-feiras, das 19h às 21h. Carga horária: 14h – 7 encontros. Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. 15 vagas.
Público-alvo: Estudantes de música e instrumentistas com conhecimentos básicos de leitura e teoria musical. A partir de 13 anos.
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 


________________________________________________________

Curso de Harmonia 
Acordes – formação, percepção, encadeamento, cadências 

Com Pedro Beviláqua

Curso destinado a quem já possui conhecimentos de teoria da música, tais como a formação de escalas, modos eclesiásticos e intervalos, e tem interesse em iniciar seus estudos em Harmonia. Serão estudados elementos desde a formação e percepção de acordes, as abordagens nas harmonias tradicional, funcional e de cifras, encadeamento de acordes e regras de condução de vozes, notas estranhas ao acorde, até o estudo de cadências.

Pedro Beviláqua 
Iniciou-se na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca. Hoje, desenvolve a música popular no violoncelo com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto GURI e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação. 

Pré-requisitos: conhecimentos de teoria da música, tais como a formação de escalas, modos eclesiásticos e intervalos. A partir de 13 anos.
De 24/3 a 12/5, quartas-feiras, das 19h às 21h. Carga horária: 14h – 7 encontros.  
Encontros pela plataforma Zoom somente para inscritos. 20 vagas.   
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  



________________________________________________________

Conhecendo a Guitarra (para iniciantes) 
Com Fabio Santini 

O curso tem como objetivo habilitar o aluno à prática do instrumento, desenvolvendo a capacidade técnica, musicalidade e compreensão teórica musical, fazendo com que o aluno se familiarize com o universo da guitarra e da música, capacitando-o a realizar solos, acompanhamento harmônico e prática de repertório. O aluno deve possuir o instrumento. 

Fabio Santini
Guitarrista oficial da banda de Sá & Guarabyra e Celso Pixinga, Fabio Santini também atua com seu quarteto de música instrumental autoral. Ainda como guitarrista, acompanhou em shows e gravações, artistas como: Oswaldinho do Acordeon, Elba Ramalho, Celinha (Fat Family), Fernanda Porto, Mozart Mello, entre outros. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 23/3 a 22/6, terças, 14h às 16h. Carga horária: 28h – 14 encontros. 12 vagas.  
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 


________________________________________________________

Desenvolvendo a Guitarra (para iniciados) 
Com Fabio Santini 

Este curso atende aos alunos que buscam aperfeiçoamento em guitarra, e que já possuam conhecimentos básicos. Nesse curso serão trabalhados e aperfeiçoados conceitos como: arpejos tríades e tétrades, campo harmônico tríades e tétrades, improvisação e harmonização. 

Fabio Santini
Guitarrista oficial da banda de Sá & Guarabyra e Celso Pixinga, Fabio Santini também atua com seu quarteto de música instrumental autoral. Ainda como guitarrista, acompanhou em shows e gravações, artistas como: Oswaldinho do Acordeon, Elba Ramalho, Celinha (Fat Family), Fernanda Porto, Mozart Mello, entre outros. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 23/3 a 22/6, terças, 16h30 às 18h30. Carga horária: 28h – 14 encontros. 12 vagas.   
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Pré-requsito: O aluno deve dominar conceitos como palhetada, acordes básicos e escala pentatônica. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  


________________________________________________________

Conhecendo o Baixo (para iniciantes) 
Com Ximba Uchyama 

Curso para iniciantes em contrabaixo cujo foco principal é no aspecto prático da execução do instrumento. Abordará fundamentos técnicos e teóricos básicos, como postura, posição dos dedos, execução de escalas e acompanhamento de músicas simples de diferentes estilos musicais como samba, baião, jazz, standards de funk, etc. O objetivo é fazer com que o aluno saiba exatamente qual a função do contrabaixo e como interagir com os outros instrumentos de forma musical.  

Ximba Uchyama 
Com mais de 20 anos de carreira, Ximba Uchyama é um dos grandes baixistas do cenário musical brasileiro, atuando principalmente na música instrumental. É nome de expressão na didática musical, onde ministra aulas particulares em seu estúdio e no Conservatório Musical Souza Lima. Já atuou com grandes músicos brasileiros, como Zé Rodrix, Ângela Ro Ro, Ney Matogrosso, Pery Ribeiro, Cauby Peixoto, Sandra Pêra e Zizi Possi, entre outros. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 24/3 a 23/6, quartas, 16h às 18h. Carga horária: 28h – 14 encontros. 15 vagas.   
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Pré-requisitos: Os alunos devem ter o instrumento e amplificador. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 


________________________________________________________

Batucada Online – Aprendendo a percutir 
Com Emilio Martins

Nesse curso os alunos passarão pelas diversas possibilidades rítmicas demonstradas a partir de diferentes instrumentos de percussão, proporcionando recriá-los com qualquer objeto que tenham a mão, inclusive utensílios do dia a dia, como panelas, talheres, gavetas, mesas etc. Serão abordadas as técnicas e exercícios para os variados ritmos brasileiros ao longo do curso. 

Emilio Martins
Percussionista e Baterista, lecionou em importantes instituições como Conservatório Dr Carlos de Campos de Tatuí, Fridhems Folkhogskola (Svalov – Suécia), Emu (La Plata – Argentina), desde 2010 tem trabalhado com workshops pelo mundo todo em parceria com a marca brasileira de percussão contemporânea. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 24/3 a 23/6, quartas, 19h30 às 21h30. Carga horária: 28h – 14 encontros. 15 vagas.  
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  


________________________________________________________

Desenvolvendo a Gaita (para iniciados) 
Com Val Tomato 

Curso de aperfeiçoamento em Gaita para alunos já iniciados no instrumento. O foco do curso é desenvolver a técnica e capacitar o aluno a acompanhar, executar e improvisar em variados estilos.  

Val Tomato
Como cantor, compositor e gaitista, Val Tomato é considerado um mestre do Blues no Brasil, trazendo na bagagem mais de 20 anos de carreira musical, já tendo participado em grandes festivais pelo país, como BSB Blues Festival (Brasília), Sesc’n Blues (Ribeirão Preto e Bauru), Buffalo Blues (Belo Horizonte), Caieiras Blues Festival Blues Etílicos e The Blues Festival (São Paulo) trabalhando ao lado junto de grandes nomes nacionais e internacionais. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 25/3 a 24/6, quintas, 20h às 22h. Carga horária: 28h – 14 encontros. 15 vagas.   
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Pré-requisitos: possuir uma gaita diatônia no tom de Dó e ter conhecimento em bends, efeitos de mão e embocadura firme. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 

________________________________________________________

Introdução à formação da Música Popular Brasileira
Práticas cotidianas do fazer sonoro e musical no início do século XX
  
Com José Geraldo Vinci de Moraes  

Procurando escapar das amarras projetadas pela historiografia tradicional da música popular, esse curso procura penetrar nas práticas cotidianas e informais de produção do som e da música. De diversas maneiras elas serviram de referência em algum momento para a produção musical urbana do início do século XX. Pregões, sinos, paródias, melodias anônimas, instrumentos inusitados, máquinas sonoras, encontros informais, e assim por diante, eram elementos presentes e escutados diariamente na vida urbana do início do século XX. Algumas dessas práticas e escutas se entranharam no imaginário sonoro da época e permaneceram vivas de maneira transformada. Outras se modificaram completamente ou desapareceram na paisagem sonora citadina atual. Esse curso quer apresentar e discutir alguns destes inúmeros elementos sonoros, tentando compreendê-los como partes constitutivas do universo sonoro e da vida urbana moderna. 

José Geraldo é professor de Metodologia e Teoria da História da Universidade de São Paulo (2003). Tem Pós-doutorado pela Université Paris-Ouest Nanterre (2015) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1997). Possui graduação (1985) e mestrado (1989) em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Editor da Revista de História (2013-2017). Coordenador do Grupo de Pesquisa CNPq Entre a Memória e a História da Música e membro do Ludens – USP (Núcleo Interdisciplinar de Estudos Sobre Futebol e Modalidades Lúdicas). Realiza pesquisas sobre História da Cultura Brasileira, com ênfase na cultura musical e na escuta dos sons. Pesquisa também aspectos da cultura da cidade de São Paulo, sobretudo a musical no período da Primeira República. É pesquisador CNPq 2 CA-AC desde 2006. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. Dias 23, 25 e 30 de março, e 01 de abril 19h30 às 21h30. Carga horária: 8h – 4 encontros. 30 vagas.   
Público-alvo: A partir de 13 anos. 
Valores: R$ 18 (Credencial Plena); R$ 30 (Meia); R$ 60 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).       

VAGAS ESGOTADAS 

________________________________________________________

Curso 
Eu quero viver de música, mas como? Elaboração e venda de projetos musicais 

Com Ricardo Dantas

Curso voltado a músicos profissionais e aspirantes, bem como produtores e profissionais do ramo. O objetivo do curso é oferecer uma abordagem direta, aliando conceitos teóricos e práticos, possibilitando aos alunos a oportunidade de estudar, analisar, criar e implementar estratégias de negócios relacionadas á cadeia produtiva da música. 

Ricardo Dantas é sócio fundador da produtora Talentos e Eventos, que atua no mercado musical desde 2011 promovendo e desenvolvendo projetos musicais para eventos culturais, empresariais e de entretenimento. Em seu cast tem nomes como Letieres Leite, Derico, Nicolas Karssik e Xangai, entre outros. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 25/3 a 24/6, quintas, 20h às 22h. Carga horária: 28h – 14 encontros. 40 vagas.
Público-alvo: A partir de 16 anos. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  

________________________________________________________

Prática de Cordas com Arco  –  Violino, viola e violoncelo   
Com  Edson Ezequiel  

A atividade visa prover um programa de estudo, manutenção e aprimoramento da técnica instrumental, através de uma série de exercícios voltados para esse fim, e, também, do estudo de um repertório a ser definido posteriormente. Este programa de estudo contará com um material de apoio composto por partituras e arquivos de áudio, especialmente desenvolvidos, além das aulas online.  

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 23/03 a 29/06, terças, 19h às 21h. Carga horária: 30h – 7 encontros. 15 vagas (8 violinos, 4 violas e 3 violoncelos) .   
Público alvo: a partir de 13 anos 
Pré-requisito: necessário ter iniciação no instrumento, com domínio da 1ª posição (escalas de Dó Maior, Sol Maior, Ré Maior e Lá Maior), bem como um domínio básico da leitura de partitura. Necessário possuir o instrumento.  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  
 

________________________________________________________

O  Canto dos  Metais  
Com Maurício Narutis Aguilar 

Curso voltado à prática dos instrumentos da família dos metais (trompete, trombone de vara e de pistons, trompa, tuba, cornet, flugelhorn, bombardino), a fim de gerar desenvoltura, fluidez e leveza, trabalhando aspectos de respiração, emissão, articulação, entonação e afinação, com consciência sobre os fraseados, estruturas rítmicas e melódicas, e do entendimento do discurso musical e sua forma, além de promover vivência de repertório. Será abordado cancioneiro de músicas de diversas culturas.   

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 23/03 a 29/06, terças, 19h às 20h30. Carga horária: 19h30 – 7 encontros. 20 vagas.   
Público-alvo: a partir de 13 anos. 
Pré-requisito: dominar a extensão do lá2 grave até o mi3 médio para os instrumentos agudos em si bemol e clave de sol, e para os instrumentos graves em clave de fá na quarta linha, a extensão do sol1 grave até o ré2 médio. Candidatos devem conhecer a escala cromática dentro desta extensão pedida e seu respectivo dedilhado, e ter o conhecimento teórico da relação métrica das figuras rítmicas colcheia e semicolcheia. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado).     

VAGAS ESGOTADAS 

________________________________________________________

A Música Brasileira do Folclore à MPB: prática de violoncelo  
Com Valdir Maia  

Através do repertório da música brasileira, serão abordados conceitos técnicos do violoncelo, assim como orientações para uma rotina de estudos em casa. 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 24/03 a 23/06, quinzenalmente, quartas, 19h às 20h30. Carga horária: 10h30 – 7 encontros. 12 vagas.   
Pré-requisito: O aluno deve saber tocar as escalas e arpejos de ré maior e dó maior e ritmos com semibreve, mínima, semínima, colcheia e semicolcheia. Durante o curso será exigido o envio de vídeos para avaliação do professor. Necessário possuir o instrumento.  
Público-alvo (conhecimento prévio e faixa etária): a partir de 13 anos, com iniciação musical.  
Valores: R$ 21 (Credencial Plena); R$ 35 (Meia); R$ 70 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

>>>> inscreva-se aqui a partir das 14h do dia 10 de março, quarta-feira 


________________________________________________________

Música Corporal: O legado de Fernando Barba  
Com  Zuza Gonçalves

A Música Corporal é um universo vasto, com estilos diferentes surgidos nas mais diversas culturas ao redor do mundo. Nesse curso vamos praticar a técnica específica desenvolvida por Fernando Barba, explorando os diferentes sons do corpo, jogando com seus timbres, ritmos e melodias, estudando “levadas” e composições, celebrando o legado de Fernando Barba, criador do grupo Barbatuques e referência internacional na Música corporal, criador de uma linguagem única dentro da percussão corporal que prima pela musicalidade, inclusão, jogo e escuta.  

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 24/03 a 30/06, quartas, 19h às 21h . Carga horária: 28h – 7 encontros. 30 vagas.   
Pré-requisito: Sem necessidade de iniciação musical  
Público-alvo: músicos, educadores e interessados em geral a partir de 13 anos.  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS 

________________________________________________________   

Prática Musical Virtual: música brasileira  
Com Marcel Cangiani, Mauríicio Narutis Aguilar e Renato Veras Batista

Prática de repertório de música brasileira com sopros e seção rítmica (percussão, bateria, baixo, guitarra, violão e piano). Atividade musical coletiva semissíncrona, para vivência de repertório com abordagem de aspectos teóricos, técnicos e estilísticos. Aulas de Tutti (Todos) e aulas de Naipe (possibilidades de subgrupos). 

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 25/03 a 24/06, quintas, 19h às 20h30. Carga horária: 21h – 14 encontros. 30 vagas.
Pré-requisito: Necessário ter conhecimento prévio de música e ter instrumento. Instrumento solo: conhecimento básico de leitura, ser capaz de tocar com até três acidentes no pentagrama, leitura rítmica com semicolcheia, e notas pontuadas; tocar instrumento de acompanhamento: saber ler cifra e ser capaz de levadas de acompanhamento; instrumento de ritmo: conhecimento de ritmos básicos e leitura rítmica.
Público-alvo: a partir de 13 anos, com iniciação musical. 
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).    

Vagas para Instrumentos de Sopro de Madeiras (10 vagas)

VAGAS ESGOTADAS  


Vagas para Instrumentos de Sopro de Metais (10 vagas)
VAGAS ESGOTADAS 


Vagas para Seção Rítmica – percussão, bateria, baixo, guitarra, violão e piano (10 vagas)
VAGAS ESGOTADAS  

________________________________________________________
Prática de Flauta Doce Soprano e Contralto  
Com Renato Veras Baptista  

Desenvolvimento de repertório de flauta doce.  

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos.
De 26/03 a 14/05, sextas, 18h às 19h. (*exceção Sexta-Feira Santa 02/04). Carga horária: 7h – 7 encontros. 24 vagas.  
Pré-requisito:  Ter conhecimento e prática de instrumento de sopros. Necessário possuir o instrumento.  
Público-alvo: a partir de 12 anos, com iniciação musical  
Valores: R$ 21 (Credencial Plena); R$ 35 (Meia); R$ 70 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  

________________________________________________________

Percussão Brasileira:  ritmos,  técnicas, notações e aplicações práticas   
Com Marcel Cangiani  

Introdução à percussão, com ênfase em ritmos brasileiros, como o samba, choro, baião e afoxé. Aspectos técnicos e teóricos, e suas devidas aplicações, poderão ser abordados. Não é obrigatório tocar ou possuir instrumento.  

Encontro pela plataforma Zoom somente para inscritos. De 27/03 a 26/06, sábados, 14h às 16h (*exceção: 1º de Maio). Carga horária: 26h – 13 encontros. 15 a 20 vagas.   
Pré-requisito: Não é necessário conhecimento prévio de música.  
Público-alvo: Público em geral, a partir de 13 anos.  
Valores: R$ 24 (Credencial Plena); R$ 40 (Meia); R$ 80 (Credencial de Atividades ou não credenciado). Inscrições a partir de 10/3, às 14h (Credencial Plena), e para todos os públicos em 17/3, às 14h (vagas remanescentes).     

VAGAS ESGOTADAS  

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.