SESC - Serviço Social do Comércio

Mostra Tiradentes | SP chega em sua 9ª edição na plataforma de streaming do Sesc Digital com exibição de 24 filmes

18.03.2021

A 9ª Mostra Tiradentes | SP chega na plataforma de streaming do Sesc Digital com exibição de 24 filmes da atual produção do cinema brasileiro de 18 a 24 de março

Mostra Tiradentes | SP chega a sua 9ª edição, de 18 a 24 de março, em formato online e totalmente gratuita, graças à continuidade da parceria entre a Universo Produção e o Sesc São Paulo. Em sete dias de programação serão exibidos 24 filmes brasileiros (13 longas e 11 curtas), de 11 estados, em pré-estreias e mostras temáticas, e também debates, performance audiovisual e exposição fotográfica virtual. 

Durante o evento, o público de todo o país poderá assistir a todos os filmes vencedores da 24ª Mostra Tiradentes, além de outros destaques  exibidos na edição mineira  realizada em janeiro. A programação completa você pode conferir no site oficial do evento mostratiradentessp.com.br e os filmes serão exibidos na plataforma de streaming do Sesc Digital no site sescsp.org.br/mostratiradentes.

TEMÁTICA 

“Vertentes da criação” é o tema proposto pelos curadores Francis Vogner dos Reis e Lila Foster para a edição de 2021. A ideia partiu da percepção de que há, em anos recentes, uma reconfiguração intelectual e empírica dos processos na produção do país, cuja singularidade está condicionada por elementos variados: universos simbólicos, ética das imagens a partir dos espaços, personagens e territórios, estética amparada em perspectiva crítica do automatismo das práticas da expressão audiovisual do mercado e, principalmente, a economia de um tempo que resiste ao modelo célere de velocidade da circulação do capital. O cinema brasileiro se reinventa nas circunstâncias impostas a ele e nas inquietações de criadores arrojados que constantemente reinventam as formas do fazer. 

ABERTURA 

A abertura da Mostra Tiradentes | SP 2021 acontece na quinta-feira, 18 de março, às 20h, no site oficial do evento mostratiradentessp.com.br com transmissão simultânea no canal do CineSesc no YouTube. Neste dia, também acontece a pré-estreia do filme “Açucena”, documentário dirigido por Isaac Donato, produção baiana que foi eleita pelo Júri Oficial da 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes o melhor filme da Mostra Aurora. O longa ficará disponível por 72 horas, das 21h do dia 18 de março, até às 21h de 21 de março. A partir do dia 19, sexta-feira, já serão exibidos os demais filmes no site sescsp.org.br/mostratiradentes.

MOSTRA AURORA

Dedicada exclusivamente à exibição de trabalhos de diretores em início de carreira, independentemente da idade, mas que tenham até três longas realizados, a Mostra Aurora reúne, em 2021, filmes inéditos de diretoras e diretores de cinco estados – Bahia, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro, mantendo o seu olhar para a produção autoral das mais variadas regiões do país.

Depois de concorrerem ao prêmio do Júri Oficial na 24ª Mostra de Tiradentes, eles chegam à Mostra Tiradentes | SP para nova exibição. Sete filmes integram a seleção: “Açucena” (BA), de Isaac Donato – eleito melhor longa da Mostra Aurora pelo Júri Oficial; “Oráculo” (SC), de Melissa Dullius e Gustavo Jahn; “Rosa Tirana” (BA), de Rogério Sagui; “Kevin” (MG), de Joana Oliveira; “A Mesma Parte de um Homem” (PR), de Ana Johann, ganhador do Prêmio Helena Ignez da 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes para a diretora; “O Cerco” (RJ), de Aurélio Aragão, Gustavo Bragança e Rafael Spíndola; e “Eu, Empresa” (BA/MG), de Leon Sampaio e Marcus Curvello.

Conforme destacam os curadores Francis Vogner dos Reis e Lila Foster, “retornar a essas imagens, ou ir de encontro a elas pela primeira vez, é o que propõe a Mostra Tiradentes | SP, um espaço privilegiado para a ampliação do debate sobre o cinema brasileiro contemporâneo e o processo criativo de artistas brasileiros”. 

Voltar aos filmes, dizem os curadores, é também a possibilidade de aprofundar os debates por meio de novos encontros virtuais com curadores, críticos, pesquisadores e realizadores, ampliando e reverberando os debates que aconteceram em janeiro. “O que essa breve passagem do tempo trouxe para o cinema brasileiro contemporâneo? Como os filmes condensam e exprimem novas dimensões dos temporais?”, questionam. 

Os filmes da Mostra Aurora, em exibição na 9ª Mostra Tiradentes | SP, ficarão disponíveis por 72 horas, a partir da data de estreia/ abertura do sinal.

MOSTRA OLHOS LIVRES

Nesta edição, a Mostra Tiradentes | SP proporcionará ao público a oportunidade de conferir os longas-metragens selecionados para a Mostra Olhos Livres. Recorte da programação da Mostra Tiradentes que se notabiliza pela diversidade de olhares e formas e sem conceitos fechados ou critérios uniformizantes, a Mostra Olhos Livres esboça um panorama mais amplo de algumas das proposições mais instigantes do cinema contemporâneo brasileiro. 

Além do documentário “Nũhũ yãg mũ yõg hãm: Essa Terra é Nossa!” (MG), de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero, filme vencedor do Troféu Carlos Reichenbach, dado pelo Júri Jovem na 24ª Mostra Tiradentes, serão exibidos os longas “Irmã” (RS), de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes; “Amador” (GO/MG), de Cris Ventura; “Subterrânea” (RJ), de Pedro Urano; “Rodson ou (Onde o Sol não Tem Dó)” (CE), de Cleyton Xavier, Clara Chroma e Orlok Sombra; e “Voltei!” (BA), de Ary Rosa e Glenda Nicácio. A seleção de filmes da Mostra Olhos Livres ficará disponível de 19 a 24 de março.

Para  os curadores Francis e Lila, “ver esses filmes reunidos desde uma perspectiva paulista (ou paulistana) pode trazer outras questões, justamente porque São Paulo historicamente sempre teve uma produção, mas também um interesse mais amplo (do público, de estudantes, de críticos e historiadores), pela radicalidade estética de filmes distantes dos modos mais industriais”, enfatiza a curadoria de longas.

“Se a Mostra Aurora dá visibilidade a filmes e cineastas em seus primeiros trabalhos, a Mostra Olhos Livres consolidou um perfil de filmes e cineastas que já contaram com alguma visibilidade e possuem carreiras mais consolidadas, mas que na Mostra de Cinema de Tiradentes encontram um debate e uma janela muito especial. O conjunto de filmes selecionados e que já foram exibidos no evento em janeiro se afigura como uma síntese do que há de mais forte no cinema brasileiro da temporada”, evidencia.

MOSTRA FOCO

Também avaliada pelo Júri Oficial na 24ª Mostra de Tiradentes, a Mostra Foco de curtas será exibida em sua totalidade. Geralmente muito aguardado pelo público – devido à duração dos filmes e à possibilidade de se assistir a títulos variados numa mesma sessão –, o curta-metragem sempre teve um tratamento especial na programação, sendo a Mostra Foco um dos recortes mais aguardados.

Em 2021, a Mostra Foco conta com três linhas de aproximações entre os curtas-metragens: filmes que pensam a catástrofe, a destruição e o colapso do mundo, tratando sobre em que medida isso se conecta a uma crise generalizada da política institucional e de um projeto de país; filmes que borram fronteiras entre o real e o imaginário, o que existe de possível na concretude das vivências e o que há de criação do impossível no campo da imaginação; e enredos de distopia, com alegorias que aludem ao presente, pensam os processos históricos e apontam possíveis futuros. 

Ao todo, 11 filmes de seis estados integram a seleção: “A Destruição do Planeta Live”, de Marcus Curvello (BA); “Céu de Agosto”, de Jasmin Tenucci (SP); “De Costas pro Rio”, de Felipe Aufiero (AM/PR); “Drama Queen”, de Gabriela Luiza (MG); “Eu te Amo, Bressan”, de Gabriel Borges (PR); “Lambada Estranha”, de Luíza Marques e Darks Miranda (RJ); “Novo Mundo”, de Natara Ney e Gilvan Barreto (RJ); “Preces Precipitadas de um Lugar Sagrado que não Existe Mais”, de Rafael Luan e Mike Dutra (CE);  “Ratoeira”, de Carlos Adelino (SC) e “4 Bilhões de Infinitos”, de Marco Antonio Pereira (MG), curta vencedor do Prêmio Canal Brasil e “Abjetas 288”, de Júlia da Costa e Renata Mourão (SE), filme escolhido pelo Júri Oficial como melhor curta da Mostra Foco. Os curta-metragens da Mostra Foco ficarão disponíveis de 19 a 24 de março.

DEBATES

A programação da 9ª Mostra Tiradentes | SP promoverá quatro debates, com a participação de 16 convidados. São diretores e diretoras, roteiristas, atrizes, atores e profissionais do audiovisual no centro dos debates, trazendo novas vozes e olhares, dando sequência às discussões realizadas em janeiro, com destaque para os filmes em exibição e para as diversas faces da criação como performance, dramaturgia e invenção. 

Os debates da série Encontro com os Filmes,realizados com os filmes em exibição durante a 24ª Mostra Tiradentes, já estão disponíveis no canal da Universo Produção no YouTube, e complementam a experiência fílmica do espectador.

LISTA COMPLETA DOS FILMES

MOSTRA AURORA – LONGAS

AÇUCENA
Dir.: Isaac Donato | Brasil – BA | 2021 | 71 min | Documentário | Livre
Todo ano, uma mulher de 67 anos comemora seu aniversário de sete anos.

ORÁCULO
Dir.: Melissa Dullius e Gustavo Jahn | Brasil – SC | 2020 | 61 min | Experimental | Livre
Os espaços são seis: um rochedo, uma montanha, a areia desenhada pelas ondas, o quebra-mar de uma praia do outro lado do oceano, a passarela sob uma ponte que liga uma ilha ao continente, o quarto de uma adolescente. Personagens são três: um homem que está preso num ciclo de vida e morte, um segundo que revisita um lugar onde uma transformação irreversível aconteceu, e uma jovem que está iniciando sua vida de artista. O filme situa-se entre experimento, método e dispositivo, e convida à contemplação. Particular em sua forma e ritmo, é universal nas lembranças que faz ecoar, comuns a todas as pessoas: família; começos, fins e recomeços; dores e traumas, e desejo intenso de vida e de sentido.

KEVIN
Dir.: Joana Oliveira | Brasil – MG | 2021 | 81 min | Documentário | 10 anos
É a primeira vez que Joana, uma brasileira, visita sua amiga Kevin em seu país, a Uganda. Elas se conheceram há 20 anos, quando estudaram juntas na Alemanha, e faz muito tempo que não se veem. Agora estão próximas de completar 40 anos e a vida se mostra mais complexa que na juventude. Este é um filme sobre uma amizade entre mulheres.

ROSA TIRANA
Dir.: Rogério Sagui | Brasil – BA | 2020 | 71 min | Ficção | Livre
Em uma terra banhada de sol, durante a maior seca que o Sertão nordestino já viveu, a menina Rosa mergulha em uma longa travessia pela Caatinga árida e fantasiosa, em busca de um encontro com Nossa Senhora Imaculada, a rainha do Sertão. Com um tom perspicaz, a trama é envolvida por um amálgama de fatores que, na aridez da paisagem retratada, torna-se fertilizante para a compreensão do drama humano, a partir do olhar da pequena protagonista.

A MESMA PARTE DE UM HOMEM
Dir.: Ana Johann | Brasil – PR | 2021 | 99 min | Ficção | 16 anos
Renata vive isolada no interior com sua filha adolescente e seu marido, compreendendo o medo como um sentimento comum. A chegada de um desconhecido desperta nela o desejo por tudo o que estava adormecido.

O CERCO
Dir.: Aurélio Aragão, Gustavo Bragança e Rafael Spínola | Brasil – RJ | 2020 | 87 min | Ficção | Livre
Ana está cercada. No apartamento debaixo, os fantasmas do passado; e no terraço, os fantasmas do futuro. Mas ela resiste.

EU, EMPRESA
Dir.: Leon Sampaio, Marcus Curvelo | Brasil – BA, MG | 2021 | 82 min | Ficção | 10 anos
A vida numa rua de classe média na zona sul do Recife toma um rumo inesperado após a chegada de uma milícia que oferece a paz de espírito da segurança particular. A presença desses homens traz tranquilidade para alguns, e tensão para outros, numa comunidade que parece temer muita coisa. Enquanto isso, Bia, casada e mãe de duas crianças, precisa achar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho. Uma crônica brasileira, uma reflexão sobre história, violência e barulho.


MOSTRA OLHOS LIVRES – LONGAS

NŨHŨ YÃGMŨ YÕG HÃM: ESSA TERRA É NOSSA!
Dir.: Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu, Roberto Romero | Brasil – MG | 2020 | 70 min | Documentário | Livre
Antigamente, os brancos não existiam e nós vivíamos caçando com os nossos espíritos yãmĩyxop. Mas os brancos vieram, derrubaram as matas, secaram os rios e espantaram os bichos para longe. Hoje, as nossas árvores compridas acabaram, os brancos nos cercaram e a nossa terra é pequenininha. Mas os nossos yãmĩyxop são muito fortes e nos ensinaram as histórias e os cantos dos antigos que andaram por aqui.

RODSON OU (ONDE O SOL NÃO TEM DÓ)
Dir.: Cleyton Xavier, Clara Chroma e Orlok Sombra | Brasil – CE | 2020 | 74 min | Ficção | 16 anos
São os pré-anos 3000. Arte é crime. Refletir é proibido. Ler não existe mais. Somente produções e consumos em massa são permitidos. Rodson®. Um garoto com seu animalesco instinto artístico repremido pela sociedade ao seu redor, só mais um de muitos… O governo anarcocrenty comete o engano de achar que a besta estivera sob controle, mas sua mente concebe Caleb®, o alterego de Rodson®, que o lança estrada afora, abandonando ares-condicionados em busca da alucinação perfeita sob o Sol sem dó de 2.000°C quea última camada de exosfera proporciona à vigente sociedade.

VOLTEI!
Dir.: Ary Rosa e Glenda Nicácio | Brasil – BA | 2020 | 77 min | Ficção | 14 anos
Brasil, 2030. As irmãs Alayr e Sabrina estão ouvindo no radinho de pilha o julgamento que pode mudar os rumos de um país “sem energia”. Elas são surpreendidas por Fátima, a irmã que volta dos mortos para confraternizar nessa noite histórica.

AMADOR
Dir.: Cris Ventura | Brasil – GO, MG | 2020 | 80 min | Documentário | 16 anos
Compositor, cantor e performer, Vidigal vivia entre as ruas do baixo Centro belo-horizontino, onde faleceu após uma crise convulsiva e pela falta de atendimento. As filmagens interrompidas pela distância geográfica pretendiam retratá-lo apenas em condições de sobriedade, valorizando sua inteligência criativa.

SUBTERRÂNEA
Dir.: Pedro Urano | Brasil – RJ | 2020 | 100 min | Ficção | Livre
Sub
Sub solo
Sub terra
Sub mundo
Sub desenvolvido
Sub América
Sub verter
Sub liminar
Sub alterno
Sub mergir pelas matas ou nas ondas do mar
Sub way
(depois de H.O.)

IRMÃ
Dir.: Luciana Mazeto, Vinícius Lopes | Brasil – RS | 2020 | 80 min | Ficção | 10 anos
Quando a doença de sua mãe se agrava, Ana e Julia viajam ao interior do Rio Grande do Sul em busca de seu pai. No caminho: fantasmas, superpoderes e dinossauros.


MOSTRA FOCO – SÉRIE 1 – CURTAS

DRAMA QUEEN
Dir.: Gabriela Luíza | Brasil – MG | 2020 | 11 min | Ficção | Livre
Os dilemas da diretora que, mirando realizar um documentário, acaba por acertar no filme-ensaio. Uma ode à arte dramática surpreendida por uma enxurrada tragicômica.

A DESTRUIÇÃO DO PLANETA LIVE
Dir.: Marcus Curvelo | Brasil – BA | 2021 | 18 min | Ficção | Livre
Marcus está dividido entre trabalhar em uma live ou dar um tiro na própria cara.

CÉU DE AGOSTO
Dir.: Jasmin Tenucci | Brasil – SP | 2020 | 16 min | Ficção | Livre
Em um mundo em chamas, uma enfermeira grávida de sete meses lida com uma crescente ansiedade, enquanto se vê, aos poucos, atraída por uma fiel da igreja pentecostal e por sua comunidade.

LAMBADA ESTRANHA
Dir.: Luísa Marques e Darks Miranda | Brasil – RJ | 2020 | 12 min | Experimental | Livre
Rio de Janeiro, 2020. A cidade se incendiou e sua água secou ou está contaminada. Das profundezas da terra e do céu surgem seres extra-humanos desorientados.


MOSTRA FOCO – SÉRIE 2 – CURTAS

RATOEIRA
Dir.: Carlos Adelino | Brasil – SC | 2020 | 10 min | Ficção | Livre
Entre os resíduos da sociedade de consumo, o técnico em eletrônica Macgyver (Neném Maravilha) descobre um mundo tão cheio de coisas e tão vazio de sentidos.

DE COSTAS PRO RIO
Dir.: Felipe Aufiero | Brasil – AM, PR | 2020 | 16 min | Ficção | 10 anos
Após o contato de um espírito da floresta, Pietro volta para Manaus para salvá-la. Ele deve evitar que a cidade seja destruída por uma cobra-grande que dorme nos subterrâneos da região.

EU TE AMO, BRESSAN
Dir.: Gabriel Borges | Brasil – PR | 2020 | 17 min | Ficção | 10 anos
Depois do fim de seu namoro, Bressan remonta episódios de seu relacionamento em uma inusitada história de amor.

4 BILHÕES DE INFINITOS
Dir.: Marco Antônio Pereira | Brasil – MG | 2020 | 14 min | Ficção | Livre
Brasil, 2020. Uma família vive com a energia de casa cortada. Enquanto a mãe trabalha, seus filhos ficam em casa conversando sobre ter esperança.


MOSTRA FOCO – SÉRIE 3 – CURTAS

ABJETAS 288
Dir.: Júlia da Costa e Renata Mourão | Brasil – SE | 2020 | 20 min | Ficção | 16 anos
Em um futuro distópico, Joana e Valenza fazem uma jornada à deriva por uma cidade nordestina. Por meio da música eletrônica e trilha ruidosa, as personagens nas andanças pelas ruas performam o que sentem, enquanto vivem nessa sociedade tentando entendê-la. O filme trata sobre territorialidades, identidades e meritocracia, tudo com um tom irônico e se utilizando de elementos alegóricos que dialogam com a história popular de Aracaju.

PRECES PRECIPITADAS DE UM LUGAR SAGRADO QUE NÃO EXISTE MAIS
Dir.: Rafael Luan e Mike Dutra | Brasil – CE | 2020 | 23 min | Ficção | Livre
Em uma madrugada, voltando de uma festa de reggae, Breno acaba parando numa zona de sacrifício entre o presente, o passado e o futuro.

NOVO MUNDO
Dir.: Natara Ney e Gilvan Barreto | Brasil – RJ | 2020 | 21 min | Ficção | Livre
Um paraíso para os olhos, a frase define o lugar de destino da personagem, A Terra Sem Males. Depois de caminhar por florestas e ruínas, ela percebe que aquele território foi erguido sobre o sangue de muitos povos. Esse conhecimento poderia deixá-la paralisada, criar medo, mas inspira atos de coragem.

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.