SESC - Serviço Social do Comércio

#EmCasaComSesc

Selo Sesc promove jams virtuais na série ‘Não Repare a Bagunça’

23.07.2020

NRB capa portal

Durante a pandemia de Covid-19 e com as medidas de distanciamento social, a música vem se mostrando uma forte aliada para superar o isolamento. Pesquisas tem identificado sensíveis mudanças nos hábitos de consumo dos usuários das plataformas de streaming, em meio a um ambiente cercado de informação desenfreada e picos de ansiedade, nestes novos tempos, tem-se escutado mais música, uma forma de respiro diário para o cotidiano árido.

Em paralelo, com a impossibilidade de se apresentar em shows ou se reunir com facilidade em estúdios, músicos, compositores e instrumentistas tem encontrado outras formas de dar vazão à criatividade, mostrando resultados inesperados e surpreendentes, seja levando seus repertórios ao público através de lives ou colaborando à distância em produções feitas em casa. Singles e álbuns feitos em quarentena provam que o talento é um valor que não se confina.

É assim que surge a série Não Repare a Bagunça do Selo Sesc, com lançamento marcado para o dia 23 de julho em seu canal do Youtube e também no Sesc Digital, plataforma de conteúdos digitais recém lançada pelo Sesc São Paulo. Com atualizações às quintas-feiras, sempre às 17h, o Selo promove uma série de “jams virtuais” envolvendo compositores e instrumentistas de diversos lugares do Brasil e de universos musicais variados.

Registrados em vídeo de maneira autônoma pelos próprios artistas em casa ou em seus estúdios particulares, a série traz temas instrumentais inéditos compostos durante a quarentena, das mais variadas vertentes, seja do carimbó a valsa, do reggae ao jazz standard ou até mesmo da música de concerto, abarcando formações variadas como duos, quartetos e até quintetos, e proximando linguagens musicais distintas, muitas vezes sem conversas, ensaios, brainstorms ou alguma troca presencial, mas nem por isso menos quentes ou vibrantes.

O vídeo que abre a série marca o encontro de quatro importantes nomes da cena musical brasileira, Manoel Cordeiro  (guitarra/synths), multinstrumentista e produtor musical paraense, com colaborações em mais de 1000 discos; o reverenciado trombonista Marlon Sette (trombone), figura recorrente nas fichas técnicas de discos da cena musical contemporânea do Rio de Janeiro; Pupillo (bateria), baterista (ex-Nação Zumbi), compositor de trilhas sonoras e produtor pernambucano e, fechando o time, Kassin (baixo), baixista e produtor carioca, considerado um dos arquitetos do som dessa era contemporânea da música brasileira. O grupo interpreta “Brazuca”, composição de Manoel Cordeiro feita especialmente para o projeto. ‘Um carimbó ribeirinho, do Marajó, que flerta com a Bossa Nova, no pulso… espalha sotaques da musica brasileira e espalha sotaques da musica brasileira, com as participações de Kassin e Marlon do Rio de Janeiro e Pupillo, pernambucano manguebeat… ‘vertentes do mesmo rio’, nas palavras  do próprio guitarrista.

A iniciativa do Selo Sesc em oferecer este novo repertório em seus canais e em sua própria plataforma digital reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir a música que se faz no Brasil, disponibilizadas online e gratuitamente.

o que:Selo Sesc apresenta “Não Repare a Bagunça”Série semanal de “jams virtuais” com compositores e instrumentistas de diversos locais do Brasil
onde:youtube.com/selosesc
sescsp.org.br/nrb
quando? Todas as quintas, às 17h (a partir de 23/07)

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.