SESC - Serviço Social do Comércio

Sesc Digital exibe 19 filmes inéditos da programação da 45ª Mostra Internacional de Cinema

22.10.2021

Animação, ficções e documentários da nova safra do cinema mundial contemporâneo, inéditos no Brasil, compõem a programação especial on-line 

Além das sessões presenciais que marcam a reabertura do CineSesc, a 45ª edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo dedica uma parte de sua programação para exibição no formato on-line. Pelo segundo ano consecutivo, a plataforma Sesc Digital vai exibir gratuitamente uma seleção exclusiva e imperdível com 19 títulos autorais inéditos no Brasil de 21/10 a 3/11. Esta é uma oportunidade para conferir, do conforto de sua casa, em qualquer lugar do país, um grupo seleto de filmes da recente safra do cinema mundial e que dificilmente serão distribuídos no circuito comercial brasileiro.

Em comum, todos os longas-metragens selecionados foram produzidos sob o impacto da pandemia, que afetou a indústria cinematográfica em todos os continentes. Esta, no entanto, pode ser a única similaridade que as obras compartilham entre si, visto que os títulos em cartaz no Sesc Digital chamam a atenção pela variedade de temáticas, propostas e linguagens, divididos entre animação, ficções e documentários de diversos países.

Um dos destaques é “Medo”, escolhido pela Bulgária como candidato ao Oscar 2022 para disputar uma vaga na categoria Melhor Filme Internacional. O longa conta a história de uma viúva que abriga um refugiado africano em sua casa e é forçada a se rebelar contra os moradores conservadores do vilarejo onde mora. Já a animação documental “Arquipélago” se vale de desenhos e depoimentos para promover um exercício imaginativo sobre um território possível para os habitantes do mundo. O longa canadense recebeu uma menção honrosa no Festival Internacional de Annecy, uma das maiores vitrines do mundo para animações, e também arrancou elogios no prestigiado Festival de Roterdã.


Cena do filme O Jovem Caçador de Baleias | Foto Divulgação 

Da Rússia, “O Jovem Caçador de Baleias” narra o processo de amadurecimento de Leshka, um adolescente humilde que vive em uma pequena e isolada vila. No momento em que começa a ter acesso à internet, ele e os demais pescadores passam o tempo livre assistindo a garotas dançando em sites eróticos. No entanto, Leshka se apaixona por uma das camgirls, e começa a fazer planos para conhecê-la pessoalmente. “O Jovem Caçador de Baleias” já abocanhou mais de 15 prêmios em festivais mundo afora e marca a estreia na direção de Philipp Yuryev, recentemente reconhecido com o prêmio de Melhor Direção na Jornada dos Autores do Festival de Veneza.

Outro filme na programação que foi laureado em Veneza, desta vez com o concorrido Grande Prêmio da Semana da Crítica, foi o drama “Fantasmas”, da diretora turca Azra Deniz Okyay. A trama é ambientada em Istambul e apresenta a percepção de quatro personagens diferentes que moram em um bairro em processo de gentrificação.

Dos 19 títulos que entram em cartaz no Sesc Digital, sete são dirigidos ou codirigidos por cineastas mulheres: o já citado “Fantasmas”“Mickey na Estrada”, de Lu Mian-Mian, “Biabu Chupea: Um Grito no Silêncio”, de Priscilla Padilla, “Venice Beach, CA”, de Marion Naccache, “Filme, o Registro Vivo de Nossa Memória”, de Inés Toharia Terán, “O Outro Lado do Rio”, de Antonia Kilian, e “Errantes: Uma História Rohingya”, de Mélanie Carrier. As sinopses e demais informações podem ser acessadas no site 45.mostra.org.

Conforme programação abaixo, os filmes estreiam às 20h na plataforma Sesc Digital em três datas – 21/10, 26/10 e 29/10 – e ficam disponíveis até atingirem o limite de 800 visualizações. Com exceção de “Sal em Nossas Águas”, que permite até 500 exibições.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA 45ª MOSTRA NO SESC DIGITAL

ESTREIA 21.10 – 20H

BIABU CHUPEA: UM GRITO NO SILÊNCIO
Dir.: Priscilla Padilla | Colômbia | 2020 | 83 min | Documentário | 14 anos

Luz pertence à comunidade indígena embera chami, da Colômbia. Ela deixou seu território de origem há alguns anos, após descobrir ter sido vítima de uma mutilação genital. Apartada de seu mundo, ela tenta preservar as tradições culturais que ainda consegue se lembrar. Claudia, também embera, torna-se a única ligação com seu povo. Motivada pela profunda tristeza da amiga, Claudia parte em viagem rumo ao território indígena para dialogar com outras mulheres da etnia sobre os dilemas que enfrentam.

NO PAÍS DE ALICE
Tít. Original: In Alice’s Land | Dir.: Rui Simões | Portugal | 2021 | 109 min | Documentário | Livre

Com esta viagem, dá-se início a uma partilha intergeracional: tendo Portugal como pano de fundo, o diretor e sua pequena filha caminham como quem questiona, tentando compreender o país de hoje.

A TÁVOLA DE ROCHA
Dir.: Samuel Barbosa | Portugal | 2021 | 94 min | Documentário | 14 anos

Um reencontro espaço-temporal de todas as investigações estéticas propostas pelos filmes de Paulo Rocha (1935-2012). Uma pesquisa a partir de pessoas, personagens, lugares, cenários, artes e artistas que, em forma de testemunho, propõem uma reflexão sobre a interação do cineasta com eles.

VENICE BEACH, CA
Dir.: Marion Naccache | França, Brasil | 2021 | 79 min | Documentário | Livre

​​Amanhece em Venice Beach, Califórnia. Todas as manhãs, as pessoas em situação de rua que vivem pela praia acordam e precisam arrumar o lugar onde passaram a noite. Conforme o sol se levanta, suas vozes passam a expressar diferentes visões de mundo. Todas as manhãs, como no Mito de Sísifo, esse ritual se repete e parece que nada mudou. Porém, todas as manhãs, aos poucos, a vizinhança à beira-mar que eles chamam de lar, e o país onde vivem, estão mudando de maneira estranha e assustadora.

TERRA DISTANTE
Tít. Original: Faraway Land (UZAK ÜLKE) | Dir.: Erkan Yazıcı | Turquia | 2020 | 93 min | Ficção | 16 anos

Costa do mar Negro, 1925. Paris, um menino grego de 12 anos de Trabzon, foge do campo de concentração para pegar uma lembrança herdada de seu pai. Quando retorna, os refugiados já se foram e o campo está desocupado. O novo regime declara o major Osman, um homem devastado pela guerra, como um traidor, e ele é preso no campo que foi abandonado pelos refugiados gregos. Esse local se converterá no crepúsculo de um país para ambos, até que um navio chegue ao cais.


MEDO
Tít. Original: STRAH | Dir.: Ivaylo Hristov | Bulgária | 2020 | 100 min | Ficção | 14 anos

Svetla é uma viúva que, recentemente, perdeu o emprego como professora. A vila onde mora fica próxima à fronteira da Bulgária com a Turquia e, frequentemente, refugiados aparecem por ali. Um dia, enquanto caçava em uma floresta, Svetla se depara com um migrante africano, fato que suscita uma transformação dramática em sua vida. A mulher, então, é forçada a se rebelar contra as pessoas da comunidade, enquanto elas incitam o refugiado negro a deixar a aldeia imediatamente.

MICKEY NA ESTRADA
Tít. Original: Mickey On the Road | Dir.: Lu Mian-Mian | Taiwan | 2020 | 95 min | Ficção | 14 anos

As jovens Mickey e Gin Gin são melhores amigas e tentam sobreviver no sul de Taiwan. Quando Gin Gin orquestra um plano para encontrar Jay, o homem dos seus sonhos, na cidade de Cantão, na China, Mickey decide segui-la, determinada a encontrar o pai que a abandonou anos atrás.
 

ESTREIA 26.10 – 20H

CAMINHO INCERTO
Dir.: Pablo García Pérez de Lara | Espanha | 2020 | 102 min | Documentário | 14 anos

O fim da produtora de cinema Eddie Saeta, de Luís Miñarro, em 2015, é o ponto de partida deste documentário. Pablo García Pérez de Lara, diretor de um dos primeiros filmes de sucesso da Eddie Saeta, Fuente Álamo, decide registrar esse momento, enquanto olha também para si mesmo, refletindo sobre sua trajetória pessoal e a carreira de cineasta. Juntamente com Apichatpong Weerasethakul, Pedro Costa e o próprio Miñarro, o realizador empreende uma jornada pelo limiar onde a vida e o cinema se entrelaçam.


IMPASSE
Tít. Original: Zastoj | Dir.: Vinko Möderndorfer | Eslovênia | 2021 | 87 min | Ficção | 14 anos

Um encontro entre dois casais de classes sociais opostas e que, aparentemente, nada têm em comum. No entanto, um acidente e um acontecimento trágico unem o destino dessas pessoas durante uma noite —e provavelmente pelo resto da vida.

ERRANTES – UMA HISTÓRIA ROHINGYA
Tít. Original: Wandering: A Rohingya Story | Dir.: Olivier Higgins, Mélanie Carrier | Canadá | 2020 | 88 min | Documentário | Livre

Em poucos meses de existência, o campo de refugiados de Kutupalong se tornou o maior do tipo no mundo. Fugindo do genocidio em Mianmar, 700 mil pessoas da minoria muçulmana rohingya buscaram asilo em Bangladesh em 2017. Reféns de uma crise humanitária pouco divulgada, Kalam, Mohammad, Montas e outros exilados querem ser ouvidos. Entre poesia e pesadelos, distribuição de comida e jogos de futebol, eles relatam sua realidade, seu cotidiano e os fantasmas que habitam suas memórias.

A ARTE DA MEMÓRIA
Dir.: Rodrigo Areias | Portugal, Brasil | 2021 | 50 min | Documentário | Livre

A arte da memória é uma técnica clássica que associa imagens a lugares por meio de um processo de lembrança e significação. A partir da memória de locais e do seu contexto, o documentário mergulha no processo criativo de três artistas visuais contemporâneos: Daniel Blaufuks, Pedro Bastos e José Rufino. Apesar das diferentes abordagens de expressão de cada autor, encontramos pontos de comunicação na forma como a memória opera em suas obras. Ao vasculhar os acasos e a desordem, chegamos à mitologia pessoal do diretor, assumindo que a memória é uma ficção como qualquer filme.

ARQUIPÉLAGO
Tít. Original: ARCHIPELAGO | Dir.: Félix Dufour-Laperrière | Canadá | 2021 | 72 min | Documentário, Animação | Livre

Um filme de animação real sobre ilhas inventadas. Sobre um território físico, imaginário, linguístico e político. Sobre um país real ou sonhado —ou algo entre essas duas coisas. Composto por desenhos e depoimentos, o longa imagina um lugar e seus habitantes, contando e sonhando um pouco do nosso mundo e do nosso tempo.

FILME, O REGISTRO VIVO DE NOSSA MEMÓRIA
Tít. Original: Film, the living record of our memory | Dir.: Inés Toharia Terán | Espanha, Canadá | 2021 | 119 min | Documentário | Livre

Por que ainda somos capazes, hoje, de assistir a imagens que foram capturadas há mais de 125 anos? À medida que entramos na era digital, o patrimônio audiovisual parece ser um fato seguro e óbvio. No entanto, muito do cinema e da nossa história filmada já se perdeu para sempre. Arquivistas, técnicos e cineastas de diferentes partes do mundo explicam o que é a preservação audiovisual e contam o porquê ela é necessária. O documentário é uma homenagem a todos esses profissionais e ao seu importante trabalho.
 

ESTREIA 29.10 – 20H

POR UM PUNHADO DE FRITAS
Tít. Original: Poulet Frites | Dir.: Jean Libon e Yves Hinant | França, Bélgica | 2021 | 100 min | Documentário | Livre

Kalima Sissou, uma prostituta ocasional, foi assassinada em seu apartamento, localizado em um bairro violento de Bruxelas. Todas as evidências apontam para Alain, antigo açougueiro e ex-namorado da vítima, exceto pelo fato do investigado não se lembrar de nada do que aconteceu naquela noite. Graças à descoberta de algumas batatas fritas, uma Tupperware e uma imagem de Santa Rita, o inspetor Lemoine e seu grupo de policiais atrapalhados farão de tudo para incriminar Alain. Interpol, cuidado!

FANTASMAS
Tít. Original: HAYALETLER | Dir.: Azra Deniz Okyay | Turquia, França, Catar | 2020 | 90 min | Ficção | Livre

Em Istambul, às vésperas de um apagão nacional da rede elétrica, quatro personagens estão em um bairro que passa por um processo de gentrificação: uma mãe cujo filho se encontra na prisão, uma jovem dançarina, uma artista feminista e um esperto negociador. A história deles se cruza durante uma transação de venda de drogas, nessa fábula sobre a geração turca contemporânea.

O OUTRO LADO DO RIO
Tít. Original: The Other Side Of The River | Dir.: Antonia Kilian | Alemanha, Finlândia | 2021 | 92 min | Documentário | Livre

Hala é uma garota de 19 anos que foge para evitar um casamento forçado. Ela encontra abrigo do outro lado do rio Eufrates, no nordeste da Síria, em uma academia militar para mulheres. Inspirada pela promessa de liberdade para todas as mulheres, a jovem aprende a lutar. Após os militares curdos recuperam sua cidade do domínio do Estado Islâmico, Hala retorna para libertar as irmãs mais novas das mãos de seu pai.

ESTRADA PARA O ÉDEN
Tít. Original: AKYRKY KOCH | Dir.: Bakyt Mukul e Dastan Zhapar Uulu | Quirguistão | 2020 | 121 min | Ficção | 14 anos

Kubat Aliev é um escritor aposentado que está vivendo seus últimos dias de fama e pobreza em uma sociedade que se preocupa cada vez mais com riqueza. Viúvo e sem filhos, seu único desejo é que a literatura continue a iluminar seu pequeno e desiludido país. Ele vê a possibilidade da continuidade de seus ideais em Sapar, um jovem amigo e talentoso escritor. No entanto, o rapaz está muito doente e precisa de um tratamento caro. Quando Kubat decide vender seu apartamento para salvar a vida de Sapar, ele descobre que seu irmão mais jovem foi espancado por conta de suas dívidas. Kubat, então, fica dividido entre ajudar Sapar e proteger seu parente.

SAL EM NOSSAS ÁGUAS
Tít. Original: NONAJOLER KABBO | Dir.: Rezwan Shahriar Sumit | Bangladesh, França | 2020 | 100 min | Ficção | 14 anos

Para realizar sua mais recente instalação artística, Rudro viaja até uma ilha isolada em um manguezal no delta do Ganges, em Bangladesh, a um dia de barco e a um mundo de distância da capital do país, Daca. As ideias modernas e as esculturas realistas do artista encantam os jovens e a filha de seu senhorio, e são bem recebidas pelos pescadores locais e pelo líder da comunidade. Mas quando a pesca na região começa a se mostrar infrutífera, os anciões passam a culpar Rudro pela maldição das redes vazias. Nessa terra em extinção, onde o mar e o céu se fundem, uma tempestade está se formando e a mudança —bem-vinda ou não— se aproxima.

O JOVEM CAÇADOR DE BALEIAS
Tít. Original: KITOBOY | Dir.: Philipp Yuryev | Rússia, Polônia, Bélgica | 2020 | 93 min | Ficção | Livre
Leshka vive em uma pequena e isolada vila no estreito de Bering e, como a maioria dos homens do local, trabalha como caçador de baleias. Assim que a internet finalmente chega por lá, a população predominantemente masculina passa a se reunir todas as noites para assistir a garotas a milhares de quilômetros de distância dançando pela webcam em sites eróticos. Para a maioria deles, isso é apenas uma maneira de se divertir, mas Leshka leva a atividade um pouco a sério. Quando se apaixona por uma das camgirls, ele começa a fazer de tudo para conseguir encontrá-la no mundo real.

Serviço
45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo
De 21 de outubro a 3 de novembro
Assista em: www.sescsp.org.br/45mostra

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.